Devastado, vôlei masculino dos EUA vence na estréia

domingo, 10 de agosto de 2008 04:20 BRT
 

Por Simon Evans

PEQUIM (Reuters) - Apesar de "devastada", a seleção masculina de vôlei dos Estados Unidos conseguiu superar o golpe sofrido pelo assassinato do sogro de seu treinador em Pequim e venceu o jogo de estréia nos Jogos Olímpicos, contra a Venezuela.

Todd Bachman, cidadão norte-americano, foi morto a facadas em um ataque no sábado por um chinês que depois se suicidou.

A mulher de Bachman, Barbara, estava em condição crítica porém estável no domingo, depois de passar por oito horas de cirurgia.

O técnico da seleção masculina dos EUA, Hugh McCutcheon, é casado com a filha de Bachman, Elisabeth, que disputou os Jogos Olímpicos de Atenas-2004 com a seleção de vôlei.

Apesar desse revés, a equipe conseguiu vencer a Venezuela por 3 sets a 2, mesmo sem contar com seu treinador no banco.

"Como uma equipe, não tem nada mais importante para nós do que dar apoio à senhora Bachman em sua luta e dar apoio a Hugh e Elisabeth em sua tristeza", disse a seleção de vôlei em um comunicado.

"Estamos absolutamente devastados com o que aconteceu, pela perda sentida por eles e por tudo que estão passando. Estamos em contato com Hugh durante essa tragédia e extremamente orgulhosos da força que ele e Elisabeth estão demonstrando".

"Eles sabem que estamos aqui, por eles, de todas as maneiras possíveis. Somos uma família e vamos passar por isso juntos como uma família", completava o comunicado.

O Comitê Olímpico dos EUA explicou em um comunicado que McCutcheon, que é neozelandês, passou suas responsabilidades como técnico a seu auxiliar, para o jogo deste domingo.

 
<p>Millar, dos Estados Unidos, fala com seus companheiros de time durante partida em que venceram a Venezuela. Photo by Aly Song</p>