Técnico culpa horário por apresentação fraca de ginastas romenas

domingo, 10 de agosto de 2008 05:06 BRT
 

Por Sonia Oxley

PEQUIM (Reuters) - Atuais campeãs olímpicas, as romenas responsabilizaram a mistura de cansaço com severidade no critério dos juízes para justificar os resultados abaixo do esperado na qualificação da ginástica artística por equipes, neste domingo.

A Romênia iniciou a apresentação das equipes e terminou com uma considerável diferença para as chineses, que lideraram após as primeiras apresentações: 9.850 pontos. O técnico Nicolae Forminte disse que suas ginastas pareciam estar sentindo os efeitos de competir mais cedo.

"Definitivamente influiu. As meninas sentiram a pressão emocional e o cansaço, mas competir a esta hora deve ser computado como desvantagem para elas", disse Forminte a repórteres.

Mas elas deverão se acostumar aos inícios de competição mais cedo, porque muitas das finais em Pequim estão marcadas ainda para durante o dia, em vez do mais comum, que são provas à noite.

As romenas sofreram na apresentação de seu aparelho mais fraco -- as paralelas assimétricas --, e ainda se mostraram instáveis na trave de equilíbrio, onde costumam brilhar.

Andreea Acatrinei caiu da trave, enquanto a vice-campeã mundial Steliana Nistor vacilou em movimentos que normalmente crava com confiança.

Forminte disse que os erros foram punidos severamente.

"É uma competição difícil, e talvez o julgamento tenha sido um pouco severo. Foi a primeiro rotação e talvez eles quisessem julgar tudo de uma forma um pouco mais firme."

As ginastas romenas ganharam quatro ouros olímpicos nos Jogos de Atenas, quatro anos atrás, mas desde então estão enfrentando dificuldades. Com uma equipe renovada, deixaram de subir ao pódio do Mundial de 2006, pela primeira vez em 25 anos.