Itália quer atacar e se divertir no futebol olímpico

domingo, 10 de agosto de 2008 23:29 BRT
 

Por Brian Homewood

QINHUANGDAO, China (Reuters) - As palavras Itália, futebol e diversão raramente fazem parte da mesma frase, mas o torneio olímpico está provando ser uma feliz exceção.

Depois de se classificar para as quartas-de-final com uma vitória por 3 x 0 sobre a Coréia do Sul, a segunda pelo menos placar, os italianos revelaram que sua missão é atacar e aproveitar.

"Construímos a equipe para ser um time ofensivo, não defensivo, e os jogadores estão fazendo um trabalho fantástico", disse o auxiliar-técnico Gianfranco Zola, ele mesmo um dos jogadores mais divertidos que a Itália já produziu.

"(Jogar bem) é um dos nossos objetivos", disse o ex-jogador do Nápoli, do Parma e do Chelsea à Reuters. "Queremos entrar em campo e curtir o jogo, como fizemos hoje, e o resultado será uma consequência".

A equipe de Pierluigi Casiraghi atacou desde o início do jogo de domingo e garantiu o resultado em pouco mais de meia hora com gols de Giuseppe Rossi e Tommaso Rocchi.

Em vez de se segurar, a equipe continuou a pressionar, mesmo dando a seus adversários algumas chances no segundo tempo.