Gebrselassie desiste de maratona olímpica por causa da poluição

segunda-feira, 10 de março de 2008 12:00 BRT
 

ADDIS ABABA (Reuters) - O recordista mundial de maratona Haile Gebrselassie disse na segunda-feira que não competirá na maratona olímpica deste ano porque teme que a poluição do ar em Pequim prejudique sua saúde.

O corredor etíope, que sofre de asma, disse que competiria na prova mais curta, de 10.000 metros, nos Jogos de agosto.

"A poluição na China é uma ameaça à minha saúde e seria difícil para mim correr 42km na minha atual condição", disse ele por telefone à Reuters.

"Mas eu não estou desistindo das Olimpíadas em Pequim. Eu planejo participar da prova dos 10.000 metros", ele acrescentou.

A poluição é um grande problema para Pequim, que já entrou na contagem regressiva para os Jogos.

O chefe do Comitê Olímpico Internacional, Jacques Rogge, disse no ano passado que eventos como a maratona poderiam ser remarcados se as medidas de contingência não tivessem o efeito desejado.

Gebrselassie apelou à China para que lidasse com o problema, dizendo que a poluição seria "um perigo para os atletas, afetando seriamente suas performances".

Dube Jillo, diretor técnico da Federação Atlética da Etiópia, disse que, até onde sua federação sabia, Haile participaria das Olimpíadas.

"Porém, correr na maratona ou nos 10.000 metros pelos quais ele tem um recorde mundial é escolha dele", disse Dube à Reuters.   Continuação...