August 10, 2008 / 4:43 AM / 9 years ago

Thiago Pereira chega em 8o, Gabriella vai à final no borboleta

3 Min, DE LEITURA

Por Alberto Alerigi Jr.

PEQUIM (Reuters) - Thiago Pereira terminou em oitavo a final dos 400 metros medley neste domingo, em prova que contou com quebra de recorde mundial pela sensação dos Jogos Olímpicos de Pequim, o norte-americano, Michael Phelps. Já Gabriella Silva teve performance surpreendente e se classificou para a final dos 100 metros borboleta.

Com o tempo de 4min15s40, pior que o obtido nas eliminatórias de sábado, quando marcou 4min11s74, Thiago Pereira resumiu assim sua performance logo após a prova: "Ah, foi uma m...".

Visivelmente contrariado, ele deixou a área de entrevistas sem fazer mais comentários.

Mais tarde, de cabeça mais fria, o nadador pediu desculpas e admitiu ter se sentido cansado nos nados peito e livre, mas disse que foi bem melhor que em 2004, quando ficou na 17a colocação.

"Nem sempre quando nado mal nos 400 metros, eu vou mal nos 200 metros (medley) são provas completamente diferentes", disse ele. "Fiquei chateado de não ter chegado no tempo de ontem (sábado)", acrescentou.

Thiago largou bem e ficou nas primeiras posições até o início do nado peito, quando começou a ser superado pelo húngaro Laszlo Cseh e pelo norte-americano Ryan Lochte.

Pouco antes do início da prova, o chefe da equipe de natação brasileira, Rômulo Noronha, tinha demonstrado certa preocupação. "É uma sinuca de bico, se nadar muito forte logo cansa rápido e se nadar lento fica atrás." Segundo Noronha, Thiago estava confiante e tinha melhorado muito o nado peito na véspera.

Thiago, que conquistou seis medalhas de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2007, ainda disputará as provas de 200m medley, 200m livre, 200m peito e 100m e 200m costas.

A colega de equipe Gabriella Silva afirmou após sua prova que Thiago "não gosta muito dessa prova, acho que ele sentiu muito (o cansaço)", disse a nadadora sobre o medley.

Gabriella terminou em quarto sua bateria neste domingo, classificando-se em oitavo para a final que acontece na segunda-feira. É a primeira participação olímpica da nadadora.

"Não tinha dormido nada ontem à noite, de tão ligada que estava em ter chegado às semifinais. Agora vai ter um dia inteiro para descansar", disse Gabriella. "Fiquei cansada no final da prova, mas a medalha foi ter chegado até aqui", afirmou a nadadora, sem esconder a admiração por Phelps.

"Acho que todo mundo pensa 'nossa eu estou numa piscina onde um cara acabou de bater o recorde mundial', isso motiva muito", disse Gabriela, afirmando ainda que "pode não ser um recorde mundial, mas estou aqui e quero fazer o meu melhor."

A nadadora teve tempo de 58s39, acima do recorde sul-americano quebrado por ela na noite anterior, de 58s00.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below