Segurança será reforçada em Pequim depois de ataque

domingo, 10 de agosto de 2008 03:15 BRT
 

Por Paul Majendie

PEQUIM (Reuters) - Os organizadores dos Jogos Olímpicos prometeram, no domingo, apertar ainda mais a segurança na área central de Pequim depois que um turista norte-americano morreu esfaqueado. Mas também insistiram que a capital chinesa é segura.

"Não existe razão para acreditar que o ataque tinha norte-americanos por alvo", disse Wang Wei, porta-voz dos organizadores dos Jogos de Pequim.

Todd Bachman morreu no sábado, vítima de ataque de um desempregado chinês, que depois se suicidou.

Ataques a estrangeiros são raros em Pequim. A polícia confirmou não ter idéia da motivação do assassino.

"Vamos apertar a segurança em locais turísticos... para termos certeza de que nenhuma arma possa ser levada a essas áreas", Wang disse aos repórteres.

"Pequim é uma cidade segura, mas infelizmente não somos imunes a ataques violentos."

Barbara, mulher de Bachman, seguia internada em estado crítico, mas estável, no domingo, depois de passar por oito horas de cirurgia. Ela sofreu lacerações múltiplas e feridas profundas sofridas no ataque.

O Comitê Olímpico dos Estados Unidos disse que familiares de Barbara, incluindo seu genro Hugh McCutcheon, que é técnico do time masculino de vôlei do país, estão com ela.   Continuação...