Boicotes políticos prejudicariam atletas, não os Jogos, diz COI

sexta-feira, 11 de abril de 2008 14:40 BRT
 

Por Ossian Shine

PEQUIM (Reuters) - Qualquer boicote aos Jogos Olímpicos por parte de políticos somente prejudicaria os atletas, disse o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Jacques Rogge, na sexta-feira.

Para o dirigente, o distanciamento dos líderes mundiais não atrapalharia os Jogos. Ele depois confirmou que não havia nenhuma notícia de atletas boicotando as Olimpíadas, que vão de 8 a 24 de agosto.

"Nós preferimos, é claro, que os políticos não falem em boicote, mas isso é algo que eles devem decidir", disse Rogge a repórteres na capital chinesa.

"A opinião pública pelo mundo não quer nenhum boicote. Os Jogos Olímpicos são dos atletas e os atletas são inocentes".

"Os 205 Comitês Olímpicos Nacionais decidiram nesta semana que não haverá boicote a nenhuma prova. Há unidade nisso", acrescentou.

O Parlamento Europeu pediu na quinta-feira que os líderes da União Européia boicotem a cerimônia de abertura dos Jogos, a não ser que a China inicie diálogos com o Dalai Lama sobre a questão do Tibet.

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, cujo país terá a Presidência da União Européia à época dos Jogos, disse que a decisão de ir ou não à cerimônia de abertura vai depender de a China retomar o diálogo com o Dalai Lama.

As manifestações contra a repressão da China aos protestos tibetanos interromperam o caminho da tocha olímpica na Europa e nos Estados Unidos, provocando uma reação nacionalista nas autoridades e na mídia chinesa.   Continuação...

 
<p>Boicotes pol&iacute;ticos prejudicariam atletas, n&atilde;o os Jogos, diz COI. O presidente do COI Jacques Rogge. Qualquer boicote aos Jogos Ol&iacute;mpicos por parte de pol&iacute;ticos somente prejudicaria os atletas, disse o presidente do Comit&ecirc; Ol&iacute;mpico Internacional. 11 de abril. Photo by Jason Lee</p>