Ciclista espanhola é primeiro caso de doping em Pequim

segunda-feira, 11 de agosto de 2008 03:45 BRT
 

Por Karolos Grohmann

PEQUIM (Reuters) - A ciclista espanhola Maria Isabel Moreno é o primeiro caso de doping da Olimpíada de Pequim, segundo informação do Comitê Olímpico Internacional na segunda-feira.

Moreno, inscrita para a prova de estrada feminina e a individual contra o relógio, deu positivo para EPO, droga que ajuda em provas de fundo.

"Ela já deixou Pequim. O caso foi confirmado nesta manhã", disse Giselle Davies, porta-voz do COI, aos jornalistas.

Davies explicou que Moreno passou por teste antidoping em 31 de julho e deixou a cidade na mesma noite.

O COI disse esperar entre 30 e 40 testes positivos nestes Jogos Olímpicos -- desta vez serão mais de 4.500 as análises a serem feitas.

O presidente da União Internacional de Ciclismo (UIC), Pat McQuaid, confirmou o caso de doping.

"Estou ciente desse caso. Tudo o que eu sei é que foi um teste fora de competição que aconteceu em algum momento na semana passada", disse ele à Reuters.

PUNICÃO DE DOIS ANOS   Continuação...