Villa elogia companheiro generoso Fernando Torres

quarta-feira, 11 de junho de 2008 11:58 BRT
 

Por Simon Baskett

NEUSTIFT (Reuters) - David Villa reforçou sua reputação como um dos atacantes mais eficientes da Europa ao marcar três gols na goleada de 4 x 1 da Espanha sobre a Rússia, na estréia das equipes na Euro 2008.

O jogador, de 26 anos, aumentou seu total de gols pela seleção espanhola para 17 em 32 partidas, após a excelente exibição de sua equipe no estádio Tivoli Neu, em Innsbruck, pelo Grupo D, na terça-feira.

Villa tem uma média de gols significativamente superior a do parceiro de ataque Fernando Torres, que marcou 15 gols em 50 jogos pela Espanha e que fez apenas dois pelas seleção desde a Copa do Mundo de 2006.

Mas Villa, que fez 18 gols pelo Valencia apesar da péssima campanha da equipe no Campeonato Espanhol, elogiou Torres por sua generosidade e explicou porque foi ao banco de reservas comemorar seu terceiro gol com o parceira, que havia sido substituido.

"Eu fiz dois gols pelo trabalho dele", disse Villa em entrevista coletiva nesta quarta-feira. "Ele fez o trabalho que não é visto e eu levei o crédito, e por isso eu fui comemorar com ele."

Villa disse que machucou um dedo da mão prendê-lo na camisa de Torres quando os dois comemoravam o primeiro gol da Espanha, mas descreveu a lesão como não importante.

Villa disse que teve ajuda dos companheiros Pepe Reina e Xabi Alonso, que falam inglês, para convencer o árbitro austríaco Konrad Plautz a dar a bola do jogo como lembrança dos três gols.

"O árbitro disse que não podia me dar por causa das regras da Uefa, mas Pepe e Xabi Alonso conversaram com ele em inglês e conseguiram a bola para mim."