Dunga cita ansiedade e jogadores admitem partida ruim

quinta-feira, 11 de setembro de 2008 01:34 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A seleção brasileira jogou sem velocidade e foi ansiosa na partida em que empatou com a Bolívia em 0 x 0, disse o técnico Dunga após o jogo de quarta-feira, no estádio Engenhão, no Rio de Janeiro.

"O resultado não foi bom...Não conseguimos dar velocidade ao jogo e usar as laterais, que é nosso forte", declarou o treinador em entrevista coletiva.

"Com o passar do tempo, veio a ansiedade, que era uma das nossas preocupações. E aí a gente começou a jogar muito central e isso dificultou muito."

Segundo Dunga, a equipe quis mostrar o mesmo futebol que desempenhou na vitória de 3 x 0 sobre o Chile, no domingo, mas não conseguiu. O esquema defensivo dos bolivianos atrapalhou e deixou os brasileiros nervosos, acrescentou ele.

O técnico disse que o time teria que jogar mais "de primeira" e pelas laterais para sair da marcação.

Mais uma vez vaiado pela torcida brasileira, Dunga minimizou os protestos. Ele foi chamado de "burro", e os torcedores gritaram "Adeus, Dunga", o que já havia ocorrido no empate de 0 x 0 com a Argentina, em junho, no Mineirão.

"Quando não se joga bem, é normal (vaias). Torcedor é emoção, é a forma dele de protestar", declarou.

"A gente tem que superar tudo isso. O negócio é fazer ponto e estar entre os quatro até o final", disse Dunga.

O Brasil está em segundo lugar nas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, com 13 pontos. O líder é o Paraguai com 17 pontos.   Continuação...

 
<p>O t&eacute;cnico brasileiro Dunga gesticula durante partida pelas eliminat&oacute;ria da Copa do Mundi contra a Bol&iacute;via, no Rio, dia 10 de setembro. A sele&ccedil;&atilde;o brasileira jogou sem velocidade e foi ansiosa na partida em que empatou com a Bol&iacute;via em 0 x 0, disse o t&eacute;cnico Dunga ap&oacute;s o jogo de quarta-feira, no est&aacute;dio Engenh&atilde;o, no Rio de Janeiro. Photo by Bruno Domingos</p>