Batida de Lezak "salva" objetivo de oito ouros de Phelps

segunda-feira, 11 de agosto de 2008 02:09 BRT
 

Por Julian Linden

PEQUIM (Reuters) - Passou raspando, mas Michael Phelps conseguiu sua segunda medalha de ouro na natação, no domingo, e segue no caminho para alcançar oito delas em uma única Olimpíada, o que seria um recorde sem precedentes.

Phelps se juntou a seus companheiros da equipe norte-americana Garret Weber-Gale, Cullen Jones e Jason Lezak, para arrasar no revezamento 4x100 metros livre, depois de uma batalha de deixar todo mundo sem fôlego, contra a França, que ameaçava acabar com a meta de Phelps de tomar o recorde de Mark Spitz (sete em uma única Olimpíada -- Munique 1972).

A França parecia ter colocado o ouro na mala, quando seus nadadores lideravam por um corpo de vantagem a uma volta do final da prova. Mas Jason Lezak ultrapassou Alain Bernard na última braçada e os Estados Unidos ficaram com o ouro alcançando 3min08s24, quase quatro segundos abaixo do recorde anterior.

Na mesma prova, Eamon Sullivan conseguiu um recorde mundial individual, liderando a equipe australiana: 47s24, derrubando em 0s26 o recorde de Bernard. Os australianos terminaram em terceiro.

Kosuke Kitajima, do Japão, também quebrou recorde mundial nos 100m peito. Kirsty Coventry, do Zimbabwe, havia estabeleciedo nova marca mundial dos 100m costas ainda nas semifinais.

Nos 400m livre feminino, foi uma surpresa o ouro para a britânica Rebecca Adlington -- e uma decepção a participação da recordista mundial Federica Pellegrini (quinta) e da atual campeã olímpica, Laure Manaudou (oitava).

 
<p>Phelps, Weber-Gale, Jones e Lezak dos Estados Unidos comemoram a medalha de ouroe o novo recorde mundial nos 4x100 metros livre. Photo by Kai Pfaffenbach</p>