Boxeador cubano que fugiu no Pan deserta e vai para Alemanha

quinta-feira, 12 de junho de 2008 15:46 BRT
 

HAMBURGO, Alemanha(Reuters) - O cubano Erislandy Lara, boxeador campeão mundial dos 69 quilos em 2005, desertou e está em Hamburgo, onde assinou contrato com uma empresa alemã para ingressar no boxe profissional, informou nesta quinta-feira a companhia Arena Box Promotion.

Ao lado do compatriota Guillermo Rigondeaux, Lara tentou desertar durante os Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, mas foi encontrado pela polícia e mandando de volta para Cuba.

O boxeador chegou a Hamburgo depois de sair da ilha de lancha para o México, segundo um comunicado da empresa alemã, que não deu mais detalhes.

O site da empresa alemã disse em seu site na quinta-feira que, na terça-feira, Lara recebeu um passaporte provisório.

"É ótimo estar na Alemanha", disse Lara. "Não quero dar detalhes sobre a minha saída. Estou feliz de estar aqui, com vontade de transmitir profissionalismo e me transformar no campeão do mundo", afirmou.

O dono da empresa, Ahmet Ohner, não quis comentar sobre a deserção de Lara.

"Não queremos colocar nada em risco. Lamentavelmente, o governo comunista pressiona muito... É hora das coisas mudarem em Cuba, de finalmente aceitarem e respeitarem os direitos humanos", disse Ohner, segundo o site da empresa.

Lara e o duas vezes campeão olímpico Rigondeaux, de 54 quilos, tentaram desertar em julho de 2007, durante o Pan do Rio, mas ambos foram enviados de volta a Havana.

Rigondeaux, que ganhou as medalhas de ouro nos Jogos de Sidney, em 2000, e Atenas, em 2004, continua na ilha e foi afastado da equipe nacional de boxe.   Continuação...