Após dois empates, "Leonas" ainda crêem no ouro do hóquei

terça-feira, 12 de agosto de 2008 06:29 BRT
 

Por Sanjay Rajan

PEQUIM (Reuters) - A capitã da seleção argentina de hóquei sobre a grama, Luciana Aymar, mostrou-se decepcionada com o empate de 2 x 2 com a Grã-Bretanha, na terça-feira, no segundo empate consecutivo de seu time nesta Olimpíada de Pequim.

A principal jogadora entre as "Leonas", Aymar espera encerrar sua carreira esportiva brilhante com um inédito ouro olímpico, após vários outros títulos importantes.

"O ouro "representa muito", disse à Reuters Aymar, quatro vezes eleita a melhor jogadora do mundo.

"Nós treinamos um ano inteiro para esta Olimpíada", acrescentou a jogadora, que disse acreditar na recuperação da equipe a tempo de ganhar seu primeiro ouro olímpico.

Apelidada de "Maga" por seu talento, Aymar tem uma extensa lista de conquistas desde sua estréia na seleção, há dez anos, incluindo uma Copa do Mundo, em Perth, na Austrália.

"Nós ganhamos o Champions Trophy, que foi grandioso, mas não é tão importante como isto", disse ela, em referência aos Jogos Olímpicos.

"Esta é minha última Olimpíada. Podemos conseguir o ouro. Temos de pensar positivo", acrescentou Aymar, que fez 31 anos no domingo.

A Argentina chegou a Pequim como favorita, depois de ganhar o Champions Trophy, mas perdeu pontos importantes dentro do Grupo B ao permitir os empates com Estados Unidos e Grã-Bretanha.   Continuação...

 
<p>Argentinas Luciana Aymar e Marine Russo comemoram gol da equipe em partida dos Jogos de Pequim. Mesmo ap&oacute;s dois empates, as Leonas ainda acreditam na conquista da medalha de ouro. Photo by Zainal Abd Halim</p>