Vôlei dos EUA dá um pouco de alegria a treinador abalado

terça-feira, 12 de agosto de 2008 06:01 BRT
 

Por Catherine Bremer

PEQUIM (Reuters) - Os Estados Unidos conquistaram a segunda vitória no vôlei masculino de Pequim, nesta terça-feira, ao vencer a Itália por 3 sets a 1, numa partida em que os jogadores ainda abalados não deixaram o assassinato do sogro do treinador dias atrás atrapalhar seu melhor jogo.

A seleção norte-americana, 3a do ranking e atual campeã da Liga Mundial, começou o jogo desatenta e perdeu o primeiro set por 24-26 para os vice-campeões de Atenas-2004, mas fecharam os três sets seguintes por 25-22, 25-15 e 25-21, com ótima atuação de Clayton Stanley, maior pontuador do jogo.

O assistente-técnico Ron Larson assumiu a equipe no lugar de Hugh McCutcheron no fim de semana, para que o técnico neozelandês pudesse lidar com o assassinato em Pequim do pai de sua esposa por um homem chinês. O agressor esfaqueou o cidadão norte-americano em um ponto turístico da cidade e depois se matou.

O jogador Richard Lambourne disse que a equipe estava "fazendo o seu melhor" na ausência de McCutcheon.

"Estamos satisfeitos, essa é a segunda seguida, e foi contra uma seleção italiana muito mais forte", disse ele, cuja equipe estreou na Olimpíada com vitória sobre a Venezuela, no domingo.

"Só o que podemos fazer é jogar da forma que ele nos ensinou nesses últimos quatro anos. Nossa motivação está ok, mas obviamente nossos pensamentos estão com ele e sua família. Sabemos que ele voltará quando puder, mas a família precisa dele", disse Lambourne.

Também nesta terça-feira, a Rússia, medalha de bronze em Atenas-2004, venceu a Alemanha por 3 sets a 2.

 
<p>Jogadores da sele&ccedil;&atilde;o de v&ocirc;lei dos EUA comemoram vit&oacute;ria sobre a It&aacute;lia na 1a fase dos Jogos de Pequim, nesta ter&ccedil;a-feira. Photo by Ceerwan Aziz</p>