Brasil vence e enfrentará Noruega nas 4as do futebol feminino

terça-feira, 12 de agosto de 2008 11:36 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - Com três gols de Cristiane, a seleção brasileira de futebol derrotou a Nigéria de virada, por 3 x 1, nesta terça-feira, e se classificou para as quartas-de-final da Olimpíada de Pequim em primeiro lugar do grupo. O próximo adversário será a Noruega.

O Brasil, vice-campeão mundial e olímpico, terminou a primeira fase como líder do Grupo F, com sete pontos, o mesmo que a Alemanha, que bateu a Coréia do Norte por 1 x 0. As brasileiras tiveram um saldo de gols melhor.

Como líder do grupo, a equipe enfrentará o segundo colocado do Grupo G, a Noruega, que foi derrotada pelo Japão por 5 x 1 e perdeu a liderança para os Estados Unidos, que fizeram 4 x 0 na Nova Zelândia.

Após começar muito mal o jogo contra as nigerianas, no Estádio dos Trabalhadores, em Pequim, as brasileiras viraram com três gols de Cristiane ainda no primeiro tempo e, depois do intervalo, apenas administraram a vantagem.

Marta, eleita pela Fifa nos últimos dois anos a melhor jogadora do mundo, teve uma atuação apagada.

O técnico Jorge Barcellos fez duas mudanças em relação ao time que venceu a Coréia do Norte por 2 x 1, no sábado. A goleiro Andréia Suntaque foi substituída por Bárbara e Ester entrou no lugar de Formiga, que foi poupada por causa de dor na virilha.

E Bárbara foi exigida logo aos 9 minutos, num chute colocado de fora da área que a brasileira defendeu bem. Quatro minutos depois, a goleira errou uma saída de bola e defendeu um chute pela esquerda.

De tanto insistir, a Nigéria marcou seu gol primeiro. Aos 19 minutos, Perpetua Nkwocha abriu o placar de pênalti, após Rosana cometer falta dentro da área.

O Brasil, com muita dificuldade de armar as jogadas até então, virou a partida em menos de dois minutos, com dois gols da atacante Cristiane, que havia reclamado por ter sido substituída no jogo contra as norte-coreanas.   Continuação...

 
<p>Cristiane do Brasil faz gol durante a partida contra a Nig&eacute;ria em Pequim    REUTERS. Photo by Ceerwan Aziz</p>