Após Pequim, nadador dos EUA passará por cirurgia de câncer

quarta-feira, 13 de agosto de 2008 10:09 BRT
 

Por Martin Petty

PEQUIM (Reuters) - Depois de adiar uma cirurgia de câncer para competir na Olimpíada de Pequim, o nadador norte-americano Eric Shanteau vai "mandar isso para o inferno", como disse o próprio atleta, especialista no nado peito, na quarta-feira.

Aos 24 anos, diagnosticado com câncer no testículo em junho, uma semana antes de competir nas seletivas norte-americanas, o atleta não entrou na final dos 200 metros peito dos Jogos, acabando em sexto na sua semifinal e em 10o. no geral, no Cubo D'Água.

"Foi meu melhor tempo, mas é óbvio que estou frustrado por não ter ido à final. Queria estar lá, e brigar por medalha", disse Shanteau. "Mas não vou deixar isso me abater, porque tenho uma batalha muito maior para enfrentar. É duro para mim não ter tido chance de tentar uma medalha."

Shanteau garantiu sua vaga para os 200m peito na equipe norte-americana deixando para trás Brendan Hansem, campeão mundial de 2005, que foi quarto nas seletivas olímpicas do país em Omaha, Nebraska.

"Sem arrependimentos. Eu tomei uma decisão, tinha de ser minha, e estou feliz por isso", disse Shanteau.

Agora, o nadador vai tirar uns dias de descanso. "Relaxar, ir para Austin, então seguir para Atlanta e me livrar do tumor. É pior para o câncer, porque posso pôr toda minha energia nisso, para me livrar dele."

"Essa coisa não vai ter chance, vai ter de sair de mim. Vou vencê-lo, atacando-o do mesmo jeito que na natação. Vou dar um pé nele."