Electronic Arts quer licenciar o game Spore para outras mídias

quarta-feira, 13 de agosto de 2008 21:41 BRT
 

Por Jennifer Tan

CINGAPURA (Reuters) - A empresa de video game Electronic Arts (EA) quer licenciar para televisão e para o cinema os direitos do seu jogo Spore, prestes a ser lançado, como forma de incrementar as vendas, segundo informou nesta quarta-feira o guru da companhia, Will Wright.

Tendo de lidar com vendas mornas e pouco interesse por parte dos tradicionais adeptos de jogos em computador, a deficitária EA está reavaliando suas formas tradicionais de desenvolvimento e comercialização.

Ela está em meio a uma agressiva campanha de marketing e apostando em outros títulos novos para atender à expectativa anunciada de receita líquida de 5 bilhões a 5,3 bilhões dólares em todo este ano. No mês passado, a empresa divulgou um prejuízo trimestral menor, enquanto a receita dobrou apoiada pelas vendas de alguns dos seus video games, mas o resultado ficou aquém da estimativa dos analistas de Wall Street.

O Spore, criado por Wright, é um dos lançamentos mais aguardados na área de games. Com lançamento previsto para 7 de setembro, ele permite que os jogadores criem impérios e civilizações entre galáxias. A norte-americana EA, que publica jogos de grande sucesso como The Sims e Need for Speed, disputa com a Activision Blizzard o título de maior produtora de video games do mundo. A companhia está em meio a uma oferta de compra hostil da rival menor Take-Two Interactive Software.

"Com o Spore, estamos olhando para além do espaço dos jogos de computador, como TV, cinema, etc. Estamos basicamente lançando as sementes para espalhar o Spore a um universo de pessoas muito maior que qualquer outro game", disse Wright à Reuters.