Fifa considera bola inteligente um sucesso no Japão

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007 10:08 BRST
 

Por Alastair Himmer

TÓQUIO (Reuters) - A nova "bola biônica", que está sendo testada no Mundial de Clubes do Japão, poderá em breve ser adotada em outras competições organizadas pela Fifa, disseram nesta quinta-feira os inventores da bola.

A tecnologia, envolvendo sensores magnéticos que determinam se a bola equipada com um microchip cruzou ou não a linha do gol, tem funcionado bem no torneio interclubes, de acordo com as fabricantes Adidas e Cairos.

As empresas acrescentaram que a resposta dos jogadores que disputam o Mundial de Clubes foi positiva.

"Estamos muito satisfeitos", disse o responsável da Adidas por assuntos da Fifa, Gunter Pfau, durante entrevista coletiva em Tóquio. "Nenhuma bola teve problema. Todos os sistemas funcionaram."

Um microchip instalado dentro da bola envia um sinal instantâneo ao relógio de pulso do árbitro para indicar se a bola inteira cruzou a linha do gol.

A Fifa espera que a invenção acabe com as polêmicas em casos duvidosos de gol, e deseja utilizar a tecnologia já na Copa do Mundo de 2010 se for comprovado que o equipamento é 100 por cento confiável.

 
<p>A nova 'bola bi&ocirc;nica', que est&aacute; sendo testada no Mundial de Clubes do Jap&atilde;o, poder&aacute; em breve ser adotada em outras competi&ccedil;&otilde;es organizadas pela Fifa, disseram nesta quinta-feira os inventores da bola. Photo by Kim Kyung-Hoon</p>