Jornal chinês exalta força asiática refletida por medalhas

quinta-feira, 14 de agosto de 2008 01:17 BRT
 

Por Chris Buckley

PEQUIM (Reuters) - O punhado de ouros olímpicos conseguido pela China e outras nações asiáticas mostra a força crescente no esporte, e o Ocidente precisa estar preparado para grandes desafios, disse um jornal oficial chinês na quinta-feira.

Com seis dias de Olimpíada de Pequim, a China está no topo da tabela de medalhas, com medalhas de ouro na ginástica, saltos ornamentais, levantamento de peso e tiro -- 17 delas contra 10 dos Estados Unidos na quarta-feira.

Mesmo com outras grandes forças do esporte, de Estados Unidos e outros países, ainda por competir -- no atletismo e mesmo em provas da natação que ainda faltam --, o jornal chinês People's Daily disse que já existe um sinal claro do crescimento dessa força asiática.

"Esse redirecionamento das medalhas olímpicas aparece porque a antiga disparidade de nível esportivo está diminuindo, graças a fatores históricos e econômicos", disse um comentário na edição para estrangeiros do jornal oficial do Partido Comunista.

"Isso também significa que forças tradicionais do esporte encaram o desafio de adversários cada vez mais poderosos."

Com frequência, dirigentes chineses vêm minimizando as chances de seu país de bater os Estados Unidos no quadro geral de medalhas. E o comentário de primeira página refletiu essa modéstia, preferindo destacar o sucesso da Ásia como um todo do que o domínio da China.

"Analisando o quadro de medalhas (...), as pessoas podem se animar em ver que, no grande palco desta Olimpíada, os asiáticos vêm chegando com tudo, cada vez mais fortes", disse o comentário.

"Esportes podem ser apenas esportes -- apenas um aspecto de tantos na sociedade --, mas essa mudança reflete o estágio de crescimento do mundo atual."