Pelé vê difícil volta de Ronaldo e aposta em Copa de 2014

sexta-feira, 14 de março de 2008 17:42 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O atacante Ronaldo não voltará aos bons tempos após passar por mais uma cirurgia no joelho, aos 31 anos, segundo Pelé. Em evento em São Paulo, nesta sexta-feira, o ex-jogador disse ainda acreditar numa Copa do Mundo bem administrada pelo Brasil em 2014.

"Depois do que aconteceu (nova lesão), para ele voltar a ser o mesmo Ronaldo, que já estava sendo difícil, não acredito muito não", afirmou Pelé em entrevista coletiva.

"Ele pode voltar a jogar futebol porque a medicina é muito avançada, agora vai ser difícil ele tirar peso para voltar a ter o arranque que tinha. Mesmo porque ele já está com idade avançada."

Ronaldo foi operado do joelho esquerdo em fevereiro, após se machucar em partida pelo Milan. O atacante já se recuperou de graves lesões no joelho, em 1999 e 2000, para depois se tornar artilheiro do Mundial de 2002.

"Na primeira contusão, estivemos na casa dele, fizemos oração. Naquela época ele era jovem, se recuperou e acabou fazendo uma grande Copa do Mundo no Japão", declarou Pelé.

Anunciado na semana passada como integrante do comitê organizador da Copa de 2014, no Brasil, Pelé disse acreditar que o país saberá administrar o dinheiro que será gasto com o evento.

"Tenho certeza que vai ser uma coisa bem administrada. A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) não vai querer que aconteça alguma coisa que desabone o nome dos homens e do Brasil. Tem que pôr gente honesta, direita para administrar", disse o ex-jogador.

Pelé se reuniu com o antigo desafeto, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, que ainda não detalhou a participação do ex-atleta no comitê. Ele seria uma espécie de "embaixador", viajando pelos países que disputarão a Copa para promover o torneio.

"Uma das conversas que tivemos com Ricardo foi justamente isso (administração). A parte da administração não vai ser comigo, mas vou fazer parte da equipe e é evidente que agora, no fim da minha vida, não vou querer sair com alguma falta com respeito à honestidade", acrescentou Pelé, de 67 anos.   Continuação...