Guga deve anunciar aposentadoria na terça-feira

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008 18:13 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Vinte títulos e um tricampeonato de Roland Garros depois, parece ter chegado o momento de Gustavo Kuerten dizer adeus às quadras de tênis. O ex-número 1 do mundo deve anunciar na terça-feira sua aposentadoria aos 31 anos.

Segundo uma fonte ligada ao jogador, Guga deverá comunicar em entrevista em São Paulo sua turnê de despedida neste ano, culminando em Roland Garros, onde despontou para o mundo do tênis ao conquistar seu primeiro título em 1997 aos 20 anos.

Lá ele voltou a levantar o troféu em 2000, em um ano que marcou ainda outro ponto alto para o jogador. Na Masters Cup de Lisboa, o brasileiro venceu os norte-americanos Pete Sampras e Andre Agassi em partidas seguidas, foi campeão e superou, em pontos, o russo Marat Safin, terminando o ano como o líder do ranking.

Ainda em 2000, ele ajudou o Brasil a alcançar a semifinal da Copa Davis.

O tricampeonato do Aberto da França veio em 2001, quando ele conquistou de vez a torcida francesa ao desenhar um grande coração na quadra e deitar-se dentro dele, além de escrever "Eu amo Roland Garros" em francês na camiseta.

O último título de Guga veio com sua segunda conquista no Brasil Open, em 2004. O palco, como na maioria dos seus triunfos, foi o saibro.

O ex-tenista disputou pela última vez um torneio profissional em março de 2007, o Master Series de Miami, em que perdeu na estréia para o holandês Raemon Sluiter.

Hoje, Guga ocupa o 679o lugar no ranking da ATP.

Ao longo da carreira, Kuerten venceu 358 partidas de simples e perdeu 191 --muitas delas após as duas cirurgias no quadril que comprometeram o seu desempenho.

Nas competições de duplas, que deram a ele oito campeonatos, o tenista obteve 107 triunfos e 92 fracassos. Ao todo, acumulou 14,75 milhões de dólares na carreira, de acordo com a Associação de Tenistas Profissionais (ATP).

(Por Camila Moreira, com reportagem adicional de Mauricio Savarese)