Cafu nega aposentadoria e deseja jogar mais um ano no Milan

quarta-feira, 14 de maio de 2008 10:23 BRT
 

Por Mark Meadows

MILÃO (Reuters) - Os veteranos da Série A italiana Paolo Maldini, Luis Figo e Cafu indicaram que vão seguir os passos do meia da Juventus Pavel Nedved e rejeitaram a aposentadoria para continuar jogando por mais um ano.

Cafu, de 37 anos, ainda não tem a garantia de uma renovação de contrato com o Milan, uma vez que clube tenta a contratação de Gianluca Zambrotta, do Barcelona, e a chegada do italiano pode significar a saída do brasileiro.

Entretanto, Cafu quer continuar jogando.

"Não sei o que vou fazer, mas não acho que vou parar porque ainda estou muito motivado quando entro em campo", disse ele no mês passado.

Maldini, que está há 23 anos na defesa do Milan, tem sua situação mais tranquila no clube italiano. Ele tinha sua aposentadoria prevista para o final da temporada, mas está repensando a decisão após ter passado boa parte do ano afastado dos gramados devido a contusões.

No geral, ele está em boa forma física para alguém de 39 anos e está próximo de renovar com o Milan, apesar de a equipe provavelmente não conseguir classificação para a próxima Liga dos Campeões.

Nedved, de 35 anos, vinha considerando pendurar as chuteiras após o fim da temporada, mas em vez disso assinou contrato por mais um ano para permanecer na Juve e ajudar a equipe em seu retorno à Liga dos Campeões, na próxima temporada.

Ele também deve decidir em breve se vai desistir da já anunciada aposentadoria da seleção tcheca para defender o país na Eurocopa de 2008, após a lesão de Tomas Rosicky ter aberto uma vaga na meia-esquerda.

O português Figo, da Inter de Milão, havia indicado que deixaria o time, mas um problema na panturrilha o tirou dos campos durante o último mês da temporada.

"Quero jogador porque não quero encerrar minha carreira machucado", disse esta semana o jogador de 35 anos.