Phelps rebate insinuação de doping atrás de ouros: "Esto limpo"

sexta-feira, 15 de agosto de 2008 04:44 BRT
 

Por Simon Evans

PEQUIM (Reuters) - Michael Phelps ganhou sua sexta medalha de ouro na Olimpíada de Pequim nesta sexta-feira e já aproveitou para avisar que pode provar, para quem duvidar, que está "limpo" de drogas.

Phelps -- que tem por objetivo bater o recorde do nadador Mark Spitz, também norte-americano, de sete ouros em uma única Olimpíada (1972) -- ganhou os 200 metros medley nesta sexta. Em cada prova que nadou e conseguiu o ouro, Phelps também estabeleceu recorde mundial.

Questionado em uma coletiva de imprensa como responderia a insinuações de que suas conquistas são muito boas para serem "verdadeiras", dada a série de atletas norte-americanos pegos em doping recentemente, Phelps foi enfático.

"Qualquer um pode dizer o que quiser. Mas eu sei que estou limpo. Participei de um projeto com a Usada (sigla da Agência Norte-Americana Antidoping), no qual me propunha a fazer mais testes para provar isso", disse Phelps. "As pessoas podem questionar o que quiserem, mas fatos são fatos e eu tenho resultados (de exames antidoping) para provar isso."

O "Projeto Acredite" da Usada, do qual Phelps participa, é um programa voluntário de testes que conta ainda com a velocista Allyson Felix, do atletismo, e o decatleta Brian Clay. Por ele, os participantes se submetem a mais exames de sangue e urina do que o estabelecido.

A imagem de Phelps no website da Usada também é emprestada para a campanha "Minha Vitória", que encoraja jovens atletas a tomar partido contra o doping.

O norte-americano, que soma imprecedentes 12 ouros olímpicos, participa de várias modalidades da natação -- ele disse que isso significa que ele precisa de treino especializado e bem extenso.

"Com um programa de treinamento como o meu, tenho de trabalhar velocidade e resistência em todos os estilos. Preciso da velocidade para a saída e da resistência para aguentar a prova inteira", disse ele.

"Você não consegue isso só com talento. É preciso muito trabalho pesado, muita dedicação. Tem sido uma combinação de tudo... Tentando dormir o máximo que posso, tentando me recuperar, acertar as séries, arrumar cada treino o melhor que posso."