Deco olha para Inglaterra e Itália após liberação do Barcelona

quinta-feira, 15 de maio de 2008 14:16 BRT
 

MADRI (Reuters) - O meia Deco, do Barcelona, foi liberado pela diretoria do clube catalão para negociar com outros times, depois de ter sido avisado que poderá deixar o time no final da temporada.

"Procuraremos uma proposta que seja boa para o clube e boa para mim", disse o brasileiro naturalizado português em um evento promocional nesta quinta-feira.

"Irei para onde eu quiser, e não para onde o clube me mandar. A única coisa é que quero continuar jogando em um nível de excelência", acrescentou.

"Provavelmente irei para a Inglaterra ou Itália. Não continuarei na Espanha, pois o único time do mesmo nível do Barcelona é o Real Madrid, e eu nunca iria para lá".

Deco, que fará 31 anos em agosto, veio do time do Porto para o Barça em 2004, depois de ter levado a equipe portuguesa aos títulos da Liga dos Campeões e da Copa da Uefa e a três campeonatos portugueses.

Ele conquistou dois campeonatos espanhóis com o Barcelona, em 2005 e 2006, e fez parte da equipe que bateu o Arsenal na final da Liga dos Campeões de 2006.

Nesta temporada, Deco teve uma série de problemas com lesões, e fez parte da equipe titular em apenas 14 partidas da liga. A imprensa local noticiou que o meia é um dos jogadores que o clube deseja se desfazer para tentar rejuvenescer o elenco.

Ronaldinho, Samuel Eto'o, Lilian Thuram, Eidur Gudjohnsen e Thierry Henry estão entre os outros jogadores que podem ser negociados pelo clube.

O Barcelona joga o último jogo do campeonato espanhol no sábado, em Murcia. A equipe terá que disputar a etapa de classificação para a Liga dos Campeões, pois não conseguiu terminar em segundo lugar no Campeonato Espanhol.

 
<p>O jogador Deco, do Barcelona, durante partida pela Champions League, dia 29 de abril, na Inglaterra. O meia Deco, do Barcelona, foi liberado pela diretoria do clube catal&atilde;o para negociar com outros times, depois de ter sido avisado que poder&aacute; deixar o time no final da temporada. Photo by Albert Gea</p>