May 16, 2008 / 2:03 PM / in 9 years

Dunga antecipa convocação de Kaká para Jogos; aguarda liberação

4 Min, DE LEITURA

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O meia do Milan Kaká foi convocado antecipadamente para defender a seleção brasileira nos Jogos Olímpicos de Pequim, nesta quinta-feira, numa aparente tentativa do técnico Dunga de pressionar o jogador a convencer seu clube a liberá-lo para a competição de agosto.

Kaká seria um dos três jogadores brasileiros acima do limite de idade de 23 anos na Olimpíada, mas o técnico do Milan, Carlo Ancelotti, disse no mês passado que não liberaria o jogador caso o Milan tenha que disputar a fase classificatória da próxima Liga dos Campeões.

"Acho que é vontade dele e de todos nós (tê-lo na Olimpíada)", respondeu Dunga ao ser questionado sobre a convocação de Kaká para a Olimpíada. "No início do ano ele disse que queria férias porque tinha essa competição (Olimpíada)."

Ao ser questionado se gostaria de contar mais com Kaká na seleção, uma vez que o jogador ainda não defendeu a equipe em 2008, o treinador respondeu: "Queremos os melhores para as eliminatórias e para a Olimpíada".

Além de ter desfalcado a seleção nos dois jogos deste ano -- contra Irlanda e Suécia -- por estar lesionado, Kaká pediu dispensa da Copa América do ano passado, na Venezuela, alegando precisar de férias para descansar.

A convocação oficial dos jogadores brasileiros para os Jogos de Pequim ainda não tem data decidida, uma vez que a Fifa ainda não definiu quando os jogadores serão liberados por seus clubes para as seleções.

Pelas regras da federação internacional, os clubes não são obrigados a cederem seus jogadores com mais de 23 anos para a Olimpíada.

Atual 5o colocado no Campeonato Italiano, o Milan luta com a Fiorentina pela quarta e última vaga do país na Liga dos Campeões. Se conseguir, a temporada da equipe terá de começar antes, o que impedirá Kaká de jogar a Olimpíada.

"Nesse caso, Kaká não irá aos Jogos Olímpicos", disse recentemente o técnico Carlo Ancelotti.

Sem citar nomes, Dunga disse que conta com a boa vontade de voluntários em clubes europeus que se colocaram à disposição para ajudar na liberação de jogadores brasileiros para a Olimpíada. A esperança da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) é que o dirigente brasileiro do Milan Leonardo, ex-jogador da seleção, possa ajudar na liberação do atleta.

"Tem pessoas aptas a fazer o contato, tem outras que disserem que podem ajudar. Vamos confiar nessas pessoas", afirmou o treinador.

Sobre Ronaldinho Gaúcho, que mais uma vez ficou de fora da convocação por problemas físicos, Dunga afirmou que ainda conta com o jogador para o futuro da seleção e aguarda sua recuperação.

"Ele é um jogador que a gente conta tranquilamente por sua qualidade, capacidade e valor. Nós, como brasileiros, temos que blindar esse jogador", disse Dunga, referindo-se às críticas recebidas por Ronaldinho na Espanha pelo rendimento abaixo do esperado na temporada pelo Barcelona.

Por Rodrigo Viga Gaier e Pedro Fonseca

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below