Diego é favorito e Daiane tem nova chance nas finais do solo

sábado, 16 de agosto de 2008 07:14 BRT
 

Por Sonia Oxley

PEQUIM (Reuters) - Atual campeã mundial no individual geral da ginástica artística, a norte-americana Shawn Johnson vai tentar amenizar, no domingo, a frustração de não ter alcançado o mesmo título na Olimpíada de Pequim, quando voltar ao tablado na disputa pelo ouro do solo. Na mesma prova, estará a brasileira Daiane dos Santos.

Ainda pelo Brasil, o bicampeão mundial do solo masculino Diego Hypólito é o favorito a conquistar a primeira medalha da ginástica do país em Jogos Olímpicos, enquanto Jade Barbosa classificou-se em sétimo lugar para a final do salto.

A disputa feminina do solo não será fácil, com a presença da também norte-americana Nastia Liukin, que deixou Johnson para trás na prova da "ginasta mais completa", e a própria Daiane, 5a colocada em Atenas-2004.

A brasileira terá sua segunda chance em Olimpíada, sem estar machucada como há quatro anos. A gaúcha, campeã mundial do solo em 2003, quer uma medalha -- "não importa qual". Outras candidatas a medalha são a romena Sandra Izbasa e a chinesa Cheng Fei.

No salto, Jade Barbosa terá adversárias muito fortes. A chinesa Cheng estará também nessa final. Ela, aliás, já dá nome a um dos movimentos mais difíceis de se executar, com duas piruetas e meia -- um desafio para a brasileira em seu segundo salto. Também concorrem a medalha, pelo menos teoricamente, a sul-coreana Hog Um-jong e a norte-americana Alicia Sacramone -- que tentará se redimir de vexame na trave, durante a prova por equipes.

Diego Hypólito assume a responsabilidade e se diz tranquilo para a disputa final do solo, do qual é especialista. Seus grandes adversários são o romeno Marian Dragulescu e o espanhol Gervasio Deferr.

GUERRA NO SOLO

A vivacidade e o charme de Shawn Johnson são as armas que a garantiram no topo da prova da "ginasta mais completa" do último Mundial. Em Pequim, para tentar o ouro do solo, ainda conta com mais consistência em sua coreografia, que muitas vezes ficou atrás da performance mais criatividade da chinesa Cheng Fei.   Continuação...