16 de Agosto de 2008 / às 16:47 / 9 anos atrás

ALTOS&BAIXOS-Bloqueios de Ricardo salvam atuais campeões

PEQUIM (Reuters) - Veja abaixo quem sobe e quem desce nos Jogos Olímpicos de Pequim após as competições deste sábado:

ALTOS

* Ricardo, atual campeão olímpico de vôlei de praia ao lado de Emanuel, garantiu uma virada inacreditável da dupla brasileira contra os russos Barsuk e Kolodinskiy nas 8as-de-final dos Jogos de Pequim, neste sábado. Depois de perder o 1o set, os brasileiros tiveram quatro match points contra no fim da 2a parcial, mas o baiano Ricardo, com 2,0 metros de altura, bloqueou três vezes o ataque adversário e abriu caminho para a vitória, no tiebreak, por 18-21, 25-23 e 15-12.

* Giba voltou e deu cara nova à seleção brasileira de vôlei masculino, que venceu os atuais vice-campeões do mundo da Polônia por 3 sets a 0. O atacante vinha de problemas no ombro, entrou no sacrifício contra os russos, mas não teve como evitar a derrota no jogo anterior da equipe. Com a entrada do capitão entre os titulares, a seleção do técnico Bernardinho se firmou, com o conjunto voltando a funcionar, e repetiu a vitória do Brasil sobre a Polônia na final do Mundial de 2006.

Destaque também para o levantador Marcelinho, que acionou a velocidade, maior arma de ataque do Brasil, e o meio-de-rede Gustavo.

* Boa a surpresa da dupla feminina da classe 470, da vela. Fernanda Oliveira e Isabel Swan classificaram-se em terceiro lugar para a regata que definirá as medalhas da modalidade, com chances de conquistar a primeira medalha feminina para a vela brasileira. Em primeiro lugar está a dupla da Austrália, seguida da Holanda. Para a chamada regata de ouro, passam apenas as dez duplas mais bem colocadas até agora.

Fernanda e Isabel vêm de um quarto lugar no Mundial de Vela de 2006, também disputado na China.

BAIXOS

* Campeão mundial dos 100m rasos, Tyson Gay não conseguiu se classificar à final da prova na Olimpíada de Pequim, neste sábado. O velocista de 26 anos, que vinha de lesão no músculo da coxa ainda do mês passado, durante as seletivas norte-americanas do atletismo, foi apenas quinto em sua série semifinal, com 10s05.

"Não tenho desculpas", disse Gay. "Estou muito decepcionado", comentou, acrescentando que se sentiu pressionado na corrida.

Gay não tinha obtido vaga para os 200m pela equipe norte-americana. Assim, perdeu a chance de repetir a dobradinha dos 100m e 200m que conseguiu no Mundial de Osaka no ano passado.

* O sueco Ara Abrahamian, da luta greco-romana, que jogou seu bronze no chão depois da cerimônia do pódio para protestar contra a arbitragem, que o tirou da final da categoria 84kg, teve a medalha cassada pelo Comitê Olímpico Internacional, por conduta antidesportiva. Pior: sem credencial, não poderá continuar na Vila Olímpica de Pequim e nem seguir acompanhando as outras competições. Seu técnico disse que a atitude da arbitragem foi "política".

Edição de Denisa Mirás e Pedro Fonseca

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below