Atleta grega dos 400m com barreiras dá positivo no antidoping

sábado, 16 de agosto de 2008 21:19 BRT
 

Por Karoklos Grohmann

PEQUIM (Reuters) - Fani Halkia, atleta grega campeã olímpica dos 400 metros com barreiras em Atenas, deu positivo no teste antidoping, informaram dois dirigentes do Comitê Olímpico da Grécia, no domingo (hora local), poucas horas antes dela iniciar as competições em Pequim.

"Halkia teve teste positivo para drogas", disse um dos dirigentes à Reuters, pedindo para não ser identificado, confirmando um dos mais rumorosos casos de doping desde o início da Olimpíada, no último dia 8.

O teste foi feito em 10 de agosto, quando Halkie estava no Japão com o restante do time grego de atletismo se parando para os Jogos, disse o dirigente, sem dar mais detalhes. O atletismo na Olimpíada começou apenas na sexta-feira, uma semana depois da cerimônia de abertura.

Halkia negou que tenha tomado drogas para melhorar sua performance.

"Não posso acreditar nisso... A primeira coisa que eu pensei em fazer foi entregar todos os suplementos nutricionais que tenho consumido, minhas vitaminas, para exame", disse Halkia aos repórteres em Pequim.

A atleta de 29 anos foi uma surpresa em Atenas ao vencer os 400m com barreiras, e tem participado de poucas provas desde então.

A primeira série dos 400m com barreiras feminino está marcada para a noite de domingo, com a final em 20 de agosto.

O Comitê Olímpico da Grécia disse, em um breve comunicado, que uma atleta havia sido suspensa depois que uma primeira amosta tinha dado resultado positivo.

O comunica não informa o nome d atleta, mas diz que a pessoa teria deixado a Vila Olímpica na espera dos resultados dos testes em uma segunda amostra.