Uefa mantém Polônia e Ucrânia como sedes da Euro 2012

terça-feira, 16 de setembro de 2008 13:21 BRT
 

Por Darren Ennis

BRUXELAS (Reuters) - A Uefa vai reclamar novamente na semana que vem da lentidão de Polônia e Ucrânia em suas preparações para sediar a Eurocopa de 2012, mas os dois países não vão perder o direito de receber o evento.

Um relatório bastante aguardado sobre a capacidade dos dois países de sediar o campeonato europeu de seleções será apresentado ao comitê executivo da Uefa na semana que vem. Seu conteúdo critica ambos os países, mas não recomenda à Uefa que reverta sua decisão, disseram à Reuters fontes que conhecem o relatório.

"O relatório ainda tem de ser finalizado, mas, pelo que vi até agora, não, ele não recomenda que a Polônia e a Ucrânia percam o torneio", disse uma das fontes.

"Basicamente, o relatório vai criticar ambos os países pela falta de progresso, mas também elogiar alguns dos esforços que eles fizeram desde que o presidente da Uefa, Michel Platini, visitou os dois países", acrescentou.

"Mas é crucial dizer que é muito cedo para tomar uma decisão sobre tirar ou não o torneio deles", acrescentou a fonte.

Platini visitou a Polônia e a Ucrânia duas vezes neste ano e alertou as autoridades que os países podiam perder o direito de sediar o campeonato caso os estádios e a infra-estrutura não ficasse pronta.

O relatório se baseia na visita dos inspetores da Uefa aos dois países, feita no mês passado.

A Polônia e a Ucrânia foram escolhidas como países-sede da Euro 2012 no ano passado, derrotando a Itália e a candidatura conjunta da Hungria e da Croácia.

Mas ambos os países estão sofrendo para cumprir a tarefa colossal de melhorar os seus estádios e modernizar os aeroportos, ferrovias, estradas e hotéis.