16 de Julho de 2008 / às 18:28 / 9 anos atrás

Ronaldinho chega ao Milan em clima de festa e vai a Pequim

<p>Ronaldinho chega ao Milan em clima de festa e vai a Pequim. Ronaldinho Ga&uacute;cho deixou para tr&aacute;s um ano turbulento e foi recepcionado por 4.000 torcedores do Milan no centro de treinamento do clube italiano. De quebra, o jogador ainda foi liberado para disputar as Olimp&iacute;adas. 16 de julho. Photo by Alessandro Garofalo</p>

Por Mark Meadows

MILÃO (Reuters) - Ronaldinho Gaúcho deixou para trás um ano turbulento e foi recepcionado nesta quarta-feira por 4.000 torcedores do Milan no centro de treinamento do clube italiano. De quebra, o jogador ainda foi liberado para disputar a Olimpíada de Pequim.

A transferência foi anunciada na terça-feira pelo Milan, que pagará 21 milhões de euros (33,5 milhões de dólares) ao Barcelona pelo jogador de 28 anos.

Após três meses de negociações intermitentes e dois dias de reuniões intensivas, o Milan conseguiu se sobrepor ao interesse do Manchester City, que oferecia uma soma maior pelo brasileiro.

"Estou muito feliz, depois de tanto tempo de espera estou aqui. Estou realmente satisfeito em vir para o Milan, e espero que possa dar muita alegria a todos", disse o brasileiro ao canal de TV do seu novo time.

"Estou muito feliz de encontrar muitos brasileiros aqui, mas também muitos campeões que vestem a camisa do Milan", acrescentou.

Ronaldinho ficou ainda mais feliz quando o Milan confirmou que ele poderá disputar a Olimpíada de Pequim pelo Brasil, que estréia no grupo C da competição em 7 de agosto, contra a Bélgica.

O Milan havia barrado a convocação de Kaká, mas abriu uma exceção para o seu novo contratado. O Barcelona já havia decidido que não permitiria a convocação de Ronaldinho para o time de Dunga.

"Respeitamos o compromisso que ele assumiu antes de chegar ao Milan. Se ele já fosse nosso jogador não teria ido, mas vai se tornar nosso durante a semana, então vamos deixar que ele vá à Olimpíada", disse o executivo-chefe do clube, Adriano Galliani, em entrevista coletiva.

Ronaldinho será submetido a avaliação médica e assinará contrato de três anos até sexta-feira, para então ser apresentado à imprensa com a camisa do Milan.

As formalidades deveriam ter sido feitas nesta quarta-feira, mas a multidão de torcedores no aeroporto e no CT Milanello provocaram o adiamento.

Depois de uma temporada complicada no Camp Nou, com problemas físicos e fora de forma, Ronaldinho mal poderia sonhar com tal recepção, sendo tratado como grande esperança de um clube que também se recupera de uma má fase -- o Milan caiu nas oitavas-de-final da Liga dos Campeões, contra o Arsenal, e ficou apenas em 5o lugar no Campeonato Italiano, o que lhe obriga a se contentar em disputar a Copa da Uefa em 2009.

Galliani disse que Ronaldinho será a última contratação do Milan antes do começo da temporada, o que significa que o clube desistiu de comprar Emmanuel Adebayor (Arsenal), Didier Drogba e Andriy Shevchenko (ambos do Chelsea).

No Milan, Ronaldinho deve jogar no meio-campo ao lado de Kaká, e atrás de um centroavante, num sistema tático estilo "árvore de Natal."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below