Federer busca renascimento em volta à Copa Davis

terça-feira, 16 de setembro de 2008 15:29 BRT
 

Por Mark Ledsom

LAUSANNE, Suíça (Reuters) - O tenista Roger Federer espera que a recuperação de sua boa forma possa ajudar seu país a voltar ao Grupo Mundial da Copa Davis neste fim de semana, quando a Suíça enfrenta a Bélgica.

Federer, de 27 anos, superou sua derrota na defesa do título de Wimbledon em julho para vencer o ouro olímpico no torneio de duplas com seu colega de Copa Davis, Stanislas Wawrinka. Depois, o suíço venceu seu quinto título consecutivo do Aberto dos Estados Unidos, o décimo terceiro Grand Slam da carreira, para evitar o que seria a primeira temporada desde 2002 sem um título expressivo.

"Eu acho que a medalha de ouro definitivamente me inspirou", disse Federer em uma coletiva de imprensa na terça-feira. "Eu estava desapontado de ter perdido nas quartas-de-final (no torneio de simples) mas não joguei tão mal na ocasião ou durante o verão (do hemisfério norte)."

O capitão da Suíça, Severin Luethi, disse que ainda iria decidir se Federer seria novamente o par de Wawrinka nas duplas no sábado ou se iria jogar com seu tradicional parceiro na Copa, Yves Allegro.

De qualquer maneira, Federer disse que seu retorno à competição de equipes traria lembranças de seu triunfo olímpico.

"Com certeza é muito parecido com os Jogos Olímpicos", disse Federer, que perdeu o posto de número um do mundo para o espanhol Rafael Nadal em agosto.

"Temos uma equipe muito boa aqui, as duplas foram ótimas nos jogos. Foi a realização de um sonho ganhar o ouro pela suíça e agora vamos novamente.

"Já me aconteceu isso, de vencer um título do Grand Slam e depois voltar para uma disputa da Copa Davis, e é bom compartilhar a vitória com o povo suíço."

 
<p>O tenista su&iacute;&ccedil;o Roger Federe em uma coletiva de imprensa em Lausanne, no dia 16 de setembro. Ele espera que a recupera&ccedil;&atilde;o de sua boa forma possa ajudar seu pa&iacute;s a voltar ao Grupo Mundial da Copa Davis neste fim de semana, quando a Su&iacute;&ccedil;a enfrenta a B&eacute;lgica. Photo by Denis Balibouse</p>