Dalai Lama acusa China de desrespeitar trégua olímpica no Tibete

sábado, 16 de agosto de 2008 21:29 BRT
 

PARIS (Reuters) - O Dalai Lama denunciou, neste sábado, que a China tem maltratado e torturado civis no Tibete durante os Jogos Olímpicos.

"Lamentavelmente o espírito olímpico não está sendo respeitado em absoluto pelas autoridades chinesas no Tibete", afirmou o líder espiritual e político do povo tibetano à televisão francesa, quando foi perguntado se a tradicional trégua estava sendo respeitada durante os Jogos Olímpicos.

"Há restrição quanto à circulação de informações, uma censura muito forte. Os civis são presos frequentemente, torturados violentamente a ponto de morrerem. É realmente muito triste", afirmou.

O Dalai Lama está na França para uma visita de duas semanas, principalmente para cumprir compromissos religiosos.

Durante sua estadia fez poucas declarações de cunho político, mas criticou a ação da China no Tibete durante uma reunião, quarta-feira, com legisladores franceses.

A visita tem gerado polêmica na França, onde a oposição acusa o presidente Nicolas Sarkozy de ter se negado a receber o Dalai Lama cedendo a pressões de Pequim.

Neste sábado ele encontrou Segolene Royal, que concorreu com Sarkozy na eleição presidencial do ano passado.