ALTOS&BAIXOS-Diego cai, perde medalha e se desculpa

domingo, 17 de agosto de 2008 13:06 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - Veja abaixo quem sobe e quem desce nos Jogos Olímpicos de Pequim após as competições deste domingo:

ALTOS

* Com cinco vitórias por 3 sets a 0, a seleção feminina de vôlei do Brasil garantiu a melhor campanha da primeira fase da Olimpíada de Pequim e terá um caminho supostamente mais fácil rumo à semifinal dos Jogos. As brasileiras, lideradas pela capitã Fofão em sua quinta Olimpíada, venceram com facilidade a tradicional equipe italiana, neste domingo, e vão enfrentar o Japão nas quartas-de-final.

* Rafael Nadal, a um dia de se tornar o tenista número 1 do mundo, conquistou a medalha de ouro individual em Pequim, ao atropelar na final o chileno Fernando González por 3 sets a 0 (6-3, 7-6 e 6-3). O título olímpico coroa uma temporada maravilhosa do espanhol, que este ano já conquistou os títulos de Wimbledon e Roland Garros, em seu caminho até o topo do ranking mundial.

* A dupla brasileira da classe Star da vela, Robert Scheidt e Bruno Prada, conquistou sua primeira vitória numa prova dos Jogos Olímpicos e pode ter iniciado uma recuperação a caminho do pódio. Scheidt, que busca se tornar o primeiro brasileiro tricampeão olímpico, aproveitou o dia com mais vento em Qingdao para subir do 11o ao 7o lugar na classificação geral, depois de um 10o, um 11o e um 6o nas três primeiras regatas. As três próximas provas da Star estão programadas para segunda-feira.

* Depois do ouro com direito a recorde mundial de Usain Bolt nos 100m masculino, a Jamaica voltou a brilhar na prova mais rápida do atletismo com as mulheres. Shelly-Ann Fraser liderou o trio de velocistas do país que dominou o pódio dos 100m feminino, com direito a duas medalhas de prata, para Kerron Stewart e Sherone Simpson, empatadas na segunda posição.

BAIXOS

* Diego Hypólito sucumbiu diante da pressão de ser o principal favorito a conquistar a medalha de ouro da prova de solo na Olimpíada de Pequim e caiu em seu último movimento, terminando na 6a posição. Primeiro colocado na eliminatória, o bicampeão mundial era a grande aposta da ginástica brasileira para conquistar a primeira medalha olímpica da modalidade. Diego não soube explicar o que aconteceu e pediu "desculpas aos brasileiros que colocaram tanta expectativa".

* Outro favorito que não correspondeu às expectativas foi o nadador australiano Grant Hackett, que não conseguiu se tornar o primeiro nadador a conquistar a mesma prova em três Olimpíadas consecutivas. Hackett, de 28 anos, campeão dos 1.500 metros livre em Sydney-2000 e Atenas-2004, chegou em 2o lugar ao completar a prova em 14min41s53, mais de sete segundos longe de seu recorde mundial. O tunisiano Oussama Mellouli venceu os 1.500m livre com 14min40s84.

* O cavaleiro brasileiro Pedro Veniss, montando Un Blanc de Blancs, sofreu uma queda brusca na segunda eliminatória da prova de saltos e deu adeus à competição. Além do tombo de Veniss, que havia zerado o percurso no primeiro dia da prova individual, Bernardo Alves (Chupa Chup) e Camila Mazza (Bonito Z) tiveram passagens com várias faltas e a equipe do Brasil acabou fora da final por equipes, apesar da atuação impecável do atual campeão olímpico Rodrigo Pessoa, em terceiro na competição individual.