Fifa ameaça suspender Espanha por interferência do governo

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008 11:35 BRT
 

MADRI (Reuters) - A Espanha será impedida de disputar competições oficiais da Fifa se o governo do país continuar pressionando pela realização de eleições na Federação Espanhola de Futebol (RFEF), disse o presidente da entidade internacional, Joseph Blatter.

"Se o governo espanhol, através da sua Secretaria de Esportes, continuar a interferir nas questões do futebol, eles terão que entender que seus clubes e a seleção serão excluídos de competições internacionais", disse Blatter à imprensa espanhola nesta segunda-feira.

"Seria duro, mas precisaria de apenas seis horas para convocar uma reunião do comitê de emergência da Fifa para avaliar e decidir sobre a exclusão da Espanha."

"A Espanha não poderia jogar a Eurocopa de 2008, e os clubes do país não continuariam na Liga dos Campeões nem na Copa da Uefa."

O apoio de Blatter ao presidente da RFEF, Angel Maria Villar, acontece após a Secretaria de Esportes do governo ter solicitado que todas as federações esportivas não envolvidas com os Jogos de Pequim realizem eleições antes da Olimpíada, que acontece em agosto.

"Isso (intervenção do governo) não é um problema novo para a Fifa. Aconteceu pela primeira vez em Portugal, onde uma carta nossa foi suficiente para mudar a lei sobre esportes", afirmou Blatter.

"Na Grécia, nós tivemos que suspender a federação indefinidamente e tudo foi resolvido em 48 horas."

"Não temos uma situação de crise no momento. Temos um fogo pequeno, mas ainda não é preciso chamar os bombeiros."

(Reportagem de Mark Elkington)

 
<p>Presidente da Fifa, Joseph Blatter, discurssa durante homenagem ao ex-jogador do Real Madrid Alfredo Di Stefano em Madri, no domingo. Photo by Andrea Comas</p>