FRASES-"Nunca mais volto para China, nunca mais"

segunda-feira, 18 de agosto de 2008 13:47 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - "Foi muita desorganização. Isso é um absurdo para uma competição desse porte. Eu nunca mais volto para China, nunca mais", lamentou a saltadora brasileira Fabiana Murer, criticando a organização da Olimpíada por ter sumido com uma de suas varas na final olímpica da prova.

-- "Se eu não vou na bola, os caras reclamam, e quando eu vou, eles reclamam também, pô", disse o líbero da seleção de vôlei do Brasil, Serginho, depois que quase se contundiu ao tentar salvar uma bola em um momento que não era crucial para o Brasil na vitória por 3 sets a 0 sobre a Alemanha.

-- "Tem dois tipos de dor: a dor que te impede de jogar e a dor que faz parte do uniforme e nem precisa falar", disse o técnico da seleção de vôlei do Brasil, Bernardinho, após o jogo.

-- "Favorito ou não, o objetivo é competir bem. Sendo favorito e chegar na final e competir bem, é bom. E não sendo favorito e chegar na final e competir bem, também é bom", disse Jadel Gregório quando questionado se estava entre os favoritos à final do salto triplo.

-- "O treinador dele deu uma declaração dizendo que o (Usain) Bolt não toma nem vitamina C. Ou seja, além de tudo ainda está tirando uma da nossa cara", disse Sandro Viana, velocista brasileiro sobre o jamaicano campeão dos 100 metros rasos.

-- "Se Federer pode melhorar, eu também posso, com certeza. Posso melhorar o saque 100 por cento, posso melhorar meu voleio. Estou feliz, mas é importante manter a humildade para continuar melhorando", afirmou o tenista Rafael Nadal, número 1 do mundo e medalha de ouro em Pequim.

-- "Não tenho tempo para comemorar. Tenho que me concentrar em Nova York", completou Nadal, referindo-se ao Aberto dos EUA, que começa na próxima semana.

-- "Não desejaria para meu pior inimigo", disse o velejador dinamarquês Martin Kirketerp depois de esperar 19 horas pelo julgamento de um protesto e ter finalmente sua medalha de ouro da classe 49er confirmada.