19 de Junho de 2008 / às 00:42 / em 9 anos

Rússia bate Suécia e se classifica; Espanha vence a Grécia

<p>R&uacute;ssia bate Su&eacute;cia e se classifica; Espanha vence a Gr&eacute;cia. A R&uacute;ssia teve sua melhor atua&ccedil;&atilde;o at&eacute; agora na Euro 2008 e garantiu a vaga nas quartas-de-final com uma vit&oacute;ria por 2 x 0 sobre a Su&eacute;cia. A advers&aacute;ria da sele&ccedil;&atilde;o russa na pr&oacute;xima fase ser&aacute; a Holanda. 18 de junho. Photo by Miguel Vidal</p>

Por Mitch Phillips

INNSBRUCK, Áustria (Reuters) - A Rússia teve sua melhor atuação até agora na Euro 2008 e garantiu a vaga nas quartas-de-final com uma vitória por 2 x 0 sobre a Suécia. A adversária da seleção russa na próxima fase será a Holanda.

No outra partida do Grupo D, em Salzburgo, a já classificada Espanha venceu a Grécia com o time reserva por 2 x 1 e enfrentará a Itália na próxima fase.

A Rússia, que nunca havia vencido a Suécia em seus cinco encontros anteriores, teria que ganhar para passar pois um empate seria o bastante para que a seleção sueca avançasse na competição.

Os russos marcaram com Roman Pavlyuchenko e Andrei Arshavin, e avançaram para a fase final de um torneio importante desde a Eurocopa de 1988, quando a então União Soviética perdeu para a Holanda na final.

A inclusão de Arshavin, que estava suspenso nos dois primeiros jogos pareceu dar à Rússia uma gigantesca injeção de confiança, fazendo com que os russos ficassem irreconhecíveis se comparados ao time que conseguiu uma sofrida vitória sobre a Grécia e que foi goleado pela Espanha nas primeiras rodadas.

“Jogamos muito bem, atacamos muito bem”, disse Arshavin. “Com 1 x 0 no placar eu achei que desaceleramos um pouco, e não gostei, mas quando fizemos o segundo gol achei que poderíamos fazer ainda mais. Espero que possamos fazer o mesmo contra a Holanda mas eles são o time mais forte do torneio.”

Os suecos ameaçaram poucas vezes, com Henrik Larsson cabeceando na trave e Mikael Nilsson forçando uma boa defesa do goleiro Igor Akinfeyev no primeiro tempo.

A Espanha, líder absoluta do grupo, entrou em campo com o time reserva e conseguiu virar o jogo depois de sair perdendo por 1x0 da Grécia.

O atacante Daniel Guiza cabeceou para marcar o gol da vitória a dois minutos do fim, depois de um cruzamento de Sergio Garcia. É a terceira derrota da Grécia, que já estava eliminada, na competição. Os gregos haviam saído na frente no primeiro tempo com um gol de cabeça do atacante Angelo Charisteas mas o meia Ruben de la Red igualou o placar na segunda etapa.

“Foi um primeiro tempo complicado mas conseguimos lutar e vencer o jogo”, disse o meia espanhol Xabi Alonso, considerado o melhor jogador da partida. “Agora é hora de começar a pensar sobre a Itália, que será a hora da verdade”.

Com a Espanha poupando a maioria de seus titulares para o jogo contra a Itália no domingo e a Grécia jogando somente para cumprir tabela, o jogo não teve a intensidade e o ritmo dos outros conflitos de grupos.

Entretanto, o técnico espanhol Luis Aragones disse: “Eu tenho 23 bons jogadores no meu elenco e no segundo tempo nós jogamos um futebol muito inteligente e muito bom”.

A Espanha terminou no topo do Grupo D com o máximo de nove pontos na frente da Rússia, que tem seis. A Grécia, campeã da Eurocopa de 2004, não pontuou nesta edição do torneio.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below