19 de Julho de 2008 / às 13:20 / 9 anos atrás

Ross Brawn diz que Honda vai manter Barrichello e Button

<p>Piloto brasileiro da Honda Rubens Barrichello durante treino livre desta sexta-feira para Grande Pr&ecirc;mio da Alemanha de F&oacute;rmula 1, no circuito de Hockenheim. Photo by Thomas Bohlen</p>

Por Alan Baldwin

HOCKENHEIM (Reuters) - Rubens Barrichello, o piloto mais experiente da Fórmula 1, pode esperar por mais uma temporada com a Honda, após o chefe da equipe, Ross Brawn, ter dito nesta sexta-feira que não haverá mudança nos pilotos para 2009.

Perguntado se a equipe iria manter os mesmos pilotos -- Barrichello e o britânico Jenson Button --, Brawn respondeu simplesmente "sim" em uma entrevista para o site oficial da Fórmula 1 (www.formula1.com).

Entretanto, não houve uma confirmação oficial da equipe.

Barrichello, que possui o recorde de 261 provas disputadas na Fórmula 1, disse que a informação era uma novidade para ele, enquanto o diretor executivo da Honda, Nick Fry, não confirmou se uma decisão havia sido tomada.

"Eu não assinei nada", disse o brasileiro, depois do primeiro dia de treinos no Grande Prêmio da Alemanha. "Claro que quero continuar no ano que vem, eu acho que será um dos melhores lugares para estar no próximo ano".

A resposta de Button foi: "Não posso comentar sobre isso ainda". O britânico também disse que esperava ficar.

"Eu não ficaria surpreso se nós mantivéssemos os mesmos pilotos para o próximo ano, pois os dois têm feito um bom trabalho. Os dois estão fazendo um trabalho parecido e não conseguimos garantir o carro que os dois merecem", disse Fry.

A Honda havia expressado interesse pelo bicampeão Fernando Alonso, se ele quisesse sair da Renault e se não houvesse uma vaga na Ferrari. Entretanto, Fry negou qualquer acordo de curta duração com o piloto espanhol.

Fry disse que Barrichello, que conseguiu um surpreendente terceiro lugar em Silverstone sob chuva, está apresentando um bom desempenho desde a chegada de seu antigo diretor técnico na Ferrari, Ross Brawn.

"É notável como sua disposição mudou", disse. "Olhando de fora, a chegada de Ross ajudou Rubens, ele é alguém com quem Rubens tem muita familiaridade".

Depois do resultado de Silverstone, Barrichello voltou para realidade com apenas o 14o melhor tempo dos treinos de sexta-feira.

Perguntado se esperava mais um fim de semana chuvoso, ele fez caretas. "Estou rezando para que neve, para ser sincero", disse. "Se estiver seco, será um fim de semana complicado".

Reportagem de Alan Baldwin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below