Velocista Viana segue nos 200m, reclama de barulho e ataca Bolt

segunda-feira, 18 de agosto de 2008 05:16 BRT
 

Por Marcelo Teixeira

PEQUIM (Reuters) - O velocista brasileiro Sandro Viana, que foi para a segunda rodada das eliminatórias dos 200 metros rasos, entrou para o coro dos que colocam suspeitas sobre o desempenho do jamaicano Usain Bolt e reclamou do barulho que os chineses fazem no estádio.

Viana ficou em quarto na sua bateria, fazendo apenas o 26o melhor tempo nas eliminatórias dos Jogos de Pequim, depois de ter queimado a primeira largada e atrasado a segunda. A próxima rodada classificatória acontece ainda nesta segunda-feira.

Sobre a queimada, ele afirmou que confundiu um barulho na torcida com o tiro de largada e arrancou.

"De manhã tem sido barulhento aqui, não sei se é por ter bastante criança. E isso acaba confundindo, porque na hora da largada está todo mundo concentrado esperando o estalo da pistola para arrancar", disse o velocista brasileiro.

Viana afirmou que na segunda largada ele foi mais cuidadoso e acabou sendo prejudicado.

"Acabei saindo depois dos outros, quando normalmente a largada é meu forte, sempre deixo uns dois ou três para trás. Mas foi bom que eu não gastei muita energia. Agora é descansar para voltar aqui à noite".

Sobre as chances de medalha, ele afirmou que o ouro já tem dono, a não ser que o jamaicano Usain Bolt, que já venceu os 100 metros rasos de forma espetacular, se machuque.

"Ele está dois, três níveis acima de todo mundo. Está acima da humanidade. Literalmente passeando e os outros brigando pela medalha de prata", disse o amazonense, que foi ouro no Pan do Rio na prova do revezamento 4x100m.   Continuação...