Em novo dia de altos e baixos, Scheidt e Prada caem para 8o

segunda-feira, 18 de agosto de 2008 07:40 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - Robert Scheidt e Bruno Prada repetiram a instabilidade apresentada na competição de vela da classe Star nos Jogos de Pequim e caíram para a oitava posição geral, nesta segunda-feira, um dia após terem vencido sua primeira prova e esboçado uma reação.

A dupla brasileira não deu continuidade ao 1o lugar na prova de domingo e acabou em 9o e 10o nas duas primeiras regatas do dia na raia de Qingdao. Graças ao 2o lugar na última prova da segunda, eles conseguiram recuperar parte do prejuízo.

Scheidt, bicampeão olímpico na classe Laser, e o proeiro Prada estão na oitava colocação na classificação geral, com 38 pontos perdidos. Porém, numa disputa muito equilibrada, eles estão apenas seis pontos atrás da embarcação francesa, que ocupa no momento a terceira posição.

"Até agora, foi um campeonato difícil para nós. Em nenhum dia velejamos bem", disse Scheidt, segundo nota do Comitê Olímpico Brasileiro.

"Precisamos encaixar melhor nossas escolhas. Um pouco é falta de sorte, outro tanto é falta de entrosamento com a raia e tem também o ritmo da virada do vento. Até agora, nós tentamos adivinhar o que ia acontecer e o que pensamos acabou não acontecendo", acrescentou.

Após sete regatas, a liderança é dos suecos Fredrik Loof e Anders Ekstrom, com 23 pontos perdidos, seguidos pelos britânicos Iain Percy e Andrew Simpson. Mais três provas serão disputadas antes da regata da medalha, cujos pontos valem o dobro e na qual só participam os 10 primeiros classificados.

Na classe RS:X (windsurf), Ricardo Winicki, o Bimba, subiu para a 5a posição na classificação geral, com 52 pontos, e agora está a 14 do líder Tom Ashley, da Nova Zelândia, faltando uma regata antes da regata da medalha.