Para Ronaldinho, Argentina se aproveitou de cochilo

terça-feira, 19 de agosto de 2008 15:32 BRT
 

Por Marcelo Teixeira PEQUIM (Reuters) - Ronaldinho Gaúcho afirmou que a Argentina se aproveitou de uma "cochilada" do Brasil no início do segundo tempo da semifinal olímpica entre as duas equipes para abrir o placar, e que soube ampliá-lo para avançar à final do torneio de futebol dos Jogos.

"Acho que a gente dormiu em algum instante, e eles aproveitaram. A gente também não teve a felicidade de as bolas entrarem", disse o jogador após deixar o Estádio dos Trabalhadores, em Pequim, mais de duas horas após o término da partida (ele foi sorteado para o exame anti-doping).

"Acho que foi um jogo bem disputado no primeiro tempo. Depois sofremos um gol logo no começo da segunda etapa. Tentamos dar o troco, acertamos o poste, mas a bola não entrou", afirmou o atacante do Milan, que novamente atuou bastante fixo pela esquerda do ataque brasileiro.

Ele disse que o objetivo agora é levar a medalha de bronze, no jogo de sexta-feira contra a Bélgica, que foi derrotada pela Nigéria nesta quarta-feira.

"Estamos todos tristes. Nosso objetivo maior que era a medalha de ouro já não é mais possível alcançar. Agora então é manter a cabeça no lugar, buscar forças para ir com tudo nesse jogo e conquistar a medalha", acrescentou.

O atacante Alexandre Pato, que entrou no segundo tempo no lugar de Rafael Sóbis, reconheceu a superioridade do adversário.

"Infelizmente a Argentina foi melhor hoje. Aproveitou nossos erros no final, fez três gols em vinte minutos", afirmou.

O goleiro Renan comentou o fato de o time não ter tomado nenhum gol em todos os jogos anteriores na Olimpíada e em 90 minutos ter levado três da Argentina.

"É dolorido da mesma maneira que se tivesse levado só um e estaria fora do mesmo jeito. O que fica para nós é a eliminação. Infelizmente hoje ficamos devendo, não só o sistema defensivo, mas a equipe inteira. Não apresentamos o mesmo futebol", avaliou.