Tribunal dos EUA condena Mike Tyson a um dia de prisão

segunda-feira, 19 de novembro de 2007 15:51 BRST
 

MESA, Estados Unidos (Reuters) - O ex-campeão mundial de boxe dos peso pesados Mike Tyson, que confessou em setembro ser culpado de posse de droga e dirigir sob efeito de entorpecentes, foi condenado por um tribunal dos EUA a 10 dias de prisão, nesta segunda-feira, mas cumprirá apenas um.

Além do período de prisão, Tyson também ficará três anos sob observação, afirmou a juíza do tribunal de Maricopa, no Arizona, Helene Abrams. O ex-pugilista também cumprirá 360 horas de serviço comunitário.

Tyson, de 41 anos, foi preso em 29 de dezembro do ano passado após ser detido por dirigir desordenadamente sua BMW e quase bater em um carro de polícia. O norte-americano havia acabado de deixar uma casa noturna em Scottsdale.

O ex-lutador carregava consigo 2,16 gramas de cocaína em vários papelotes e tinha traços de maconha em seu organismo, disseram os promotores ao tribunal em setembro.

Após a prisão, Tyson internou-se em uma clínica de reabilitação na Califórnia. Autoridades disseram que o ex-boxeador revelou o vício da cocaína durante a prisão e admitiu ter usado a droga naquele mesmo dia.

(Por David Schwartz)

 
<p>O ex-campe&atilde;o mundial de boxe dos peso pesados Mike Tyson, que confessou em setembro ser culpado de posse de droga e dirigir sob efeito de entorpecentes, foi condenado a 10 dias de pris&atilde;o mas cumprir&aacute; apenas um. Foto na corte em Mesa, Arizona, 19 de novembro. Photo by Pool</p>