Para Felipão, partida contra o Manchester é apenas mais um jogo

sexta-feira, 19 de setembro de 2008 15:16 BRT
 

Por Mitch Phillips

LONDRES (Reuters) - O técnico do Chelsea, Luiz Felipe Scolari, não entrou no clima de rivalidade que envolve a partida de domingo em Stamford Bridge contra o Manchester United, dizendo na sexta-feira que o confronto será apenas mais um.

"Esse é mais um jogo, nada diferente. O desafio quando vim para a Inglaterra era vencer o Campeonato Inglês, não apenas alguns jogos. O desafio é vencer todos os jogos, não apenas os jogos contra o Manchester United", disse Felipão ao site do Chelsea (www.chelseafc.com).

"Acho que para os meus jogadores também é mais um jogo. Três pontos contra o Manchester United são os mesmos três pontos contra o Stoke City, contra o Wigan, contra o Portsmouth. Não tem diferença".

O bom início de temporada do Chelsea, combinado com o fraco início do Manchester, significa que uma vitória de Felipão colocaria o Chelsea nove pontos à frente do atual campeão, mas o brasileiro não se abalou.

"Se vencermos, seguimos com o Liverpool na primeira posição", disse.

"Será melhor para nós estarmos nove pontos à frente do Manchester mas estamos apenas no início da liga. Se estivéssemos na antepenúltima rodada, nove pontos seria uma vantagem fantástica. Mas ainda temos mais 33 jogos, então nove pontos não são nada".

Scolari disse que acredita que Cristiano Ronaldo jogará pelo Manchester depois de fazer sua primeira aparição na temporada, entrando durante a partida contra o Villareal, pela Liga dos Campeões.

"Eles têm um belo time e os jogadores estão preparados para isso. Eu acho que Cristiano Ronaldo começará jogando e meus jogadores estão pensando que terão que jogar muito bem".   Continuação...

 
<p>O t&eacute;cnico do Chelsea, Luiz Felipe Scolari, gesticula durante entrevista &agrave; imprensa em Londres em 29 de agosto. Scolari n&atilde;o entrou no clima de rivalidade que envolve a partida de domingo em Stamford Bridge contra o Manchester United, dizendo na sexta-feira que o confronto ser&aacute; apenas mais um. Photo by Andrew Winning</p>