Segundo protesto espanhol na classe 49er é rejeitado

terça-feira, 19 de agosto de 2008 02:23 BRT
 

Por Justin Palmer

QINGDAO (Reuters) - Um segundo protesto dos medalhistas de prata na classe 49er, os espanhóis Iker Martinez e Xavier Fernandez, contra a medalha de ouro dada aos dinamarqueses Jonas Warrer e Martin Kirketerp Ibsen foi rejeitado na terça-feira.

"Mantivemos nossa decisão original", disse à Reuters o presidente do júri, David Tillett. "Não acreditamos que cometemos qualquer erro".

Um protesto feito pelo comitê de prova e pela Espanha foi rejeitado por um júri internacional na segunda-feira, um dia depois de a Dinamarca ter conseguido o ouro após uma regata da medalha extraordinária em que Warrer e Ibsen usaram um barco emprestado da equipe croata -- o mastro do barco deles havia quebrado antes da largada.

O júri afirmou que, apesar da infração a regras técnicas, o órgão decidiu não adotar nenhuma penalidade já que os dinamarqueses não tiveram nenhuma vantagem injusta com a troca de barcos.

A Espanha, junto com a Itália, entrou com um segundo recurso na terça-feira.

Os irmãos italianos Pietro e Gianfranco Sibello terminaram em quarto.

Os dinamarqueses receberam suas medalhas de ouro na segunda-feira. Na entrevista coletiva dos vencedores, Martinez disse aos repórteres que estava "feliz" com a prata e parabenizou a equipe dinamarquesa.

A Espanha tem a opção de apresentar novo recurso à Corte de Arbitragem do Esporte.