Separatistas tramam ataques contra Jogos de Pequim--autoridade

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008 16:40 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - Militantes no noroeste da China estão tramando ataques contra os Jogos Olímpicos de Pequim, disse uma autoridade local nesta terça-feira, um dia após notícias de uma grande operação contra-terrorismo na região realizada no mês passado.

Niu Qingbao, um representante do Ministério da Relações Exteriores, afirmou que "terroristas do Turquistão Oriental" planejaram no passado ataques a instituições chinesas em outros países, assim como atividades militantes domésticas.

"Mais recentemente, eles estão tramando ataques terroristas aos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008", relatou Niu em uma conferência de segurança sediada pelo EastWest Institute, um grupo internacional de estudos.

Ele se referia aos separatistas Uighur, na região de Xinjiang, noroeste do país, que pressionam por maior autonomia e menores restrições à fé muçulmana.

Xinjiang é casa de 8 milhões de Uighurs, um povo predominantemente muçulmano que tem laços culturais e linguísticos com Ásia Central.

Pequim acusa os militantes Uighurs de realizarem uma série de ataques terroristas a civis a partir dos anos 1990.

Niu não mencionou a operação do mês passado --anunciada na segunda-feira pela agência oficial Xinhua-- na qual a polícia chinesa matou dois membros de um "bando terrorista" e deteve 15 pessoas.

Niu disse que a China tem a intenção de trabalhar com a comunidade internacional para garantir a segurança das Olimpíadas. Os Jogos começarão em 8 de agosto.

A Xinhua informou nesta segunda-feira que soldados chineses receberão mais treinamento contra-terrorismo para lidar com os riscos de ameaças nucleares ou bioquímicas durante os Jogos.

(Reportagem de Mark Trevelyan e Ingrid Melander)