Em crise, Valencia afasta experientes Cañizares e Albelda

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007 12:21 BRST
 

MADRI (Reuters) - O presidente Valencia, Juan Soler, apoiou a decisão do técnico Ronald Koeman de afastar o meia David Albelda e o goleiro Santiago Cañizares, indicando claramente que ambos deixarão o clube.

"A comissão-técnica, o técnico e o diretor-esportivo disseram ao presidente que é vital tirar do time Cañizares e Albelda", disse o vice-presidente, Enrique Lucas, nesta quarta-feira, ao site do clube.

"O presidente aceitou a decisão do técnico por compreender que a vida profissional de todos um dia chega ao fim."

Cañizares e Albelda, que juntos têm 95 partidas pela seleção da Espanha, foram deixados de fora da equipe que enfrenta nesta quarta-feira o Real Union, pela Copa do Rei.

Cañizares, de 38 anos, está no Valencia desde 1998, enquanto Albelda, de 30, foi revelado pelas divisões de base do clube.

"Santi e David foram dois importantes jogadores na história desse clube", acrescentou Lucas. "Essa é uma decisão dolorosa, e o presidente está muito machucado por isso."

O holandês Koeman, que assumiu a equipe no mês passado, decidiu afastar a dupla após uma série de maus resultados.

"O Valencia é um navio, e aqueles que não quiserem estar a bordo ficarão fora", disse o técnico na terça-feira.

O treinador da seleção da Espanha, Luis Aragonés, demonstrou preocupação com a crise no Valencia, clube responsável por ceder o maior número de jogadores para a seleção.   Continuação...