August 20, 2008 / 12:55 PM / 9 years ago

Liukin resgata a beleza dos movimentos da ginástica

4 Min, DE LEITURA

Por Sonia Oxley

PEQUIM (Reuters) - Nastia Liukin ganhou cinco medalhas olímpicas na ginástica com suas elegantes rotinas, contrariando a tendência de uma era em que movimentos complexos frequentemente se sobrepõem ao aspecto artístico.

Dias depois de a direção do esporte ter divulgado uma petição para que a ginástica mantenha sua beleza, a norte-americana de 18 anos provou que era possível combinar a graça do estilo antigo com as exigências modernas de habilidades mais difíceis.

"Espero que tenha me colocado à parte das outras ginastas, em termos de valores artísticos", disse Liukin, campeã no individual geral -- o que significa ser a ginasta mais completa da competição e a que obteve mais sucesso nesta Olimpíada.

"É algo que sempre tentei melhorar, porque não sou a ginasta de mais força. Não sou o estereótipo de pequena e forte e poderosa, então é uma questão de em qual parte posso ser melhor."

Desde que um novo sistema de pontuação foi introduzido na ginástica artística, depois de controvérsias em Atenas-2004, os ginastas estão sob pressão para montar suas rotinas com elementos de dificuldade com pontuação muito alta.

As rotinas não levam mais que um minuto, quase nem deixando tempo para respirar.

A tendência é trabalhar uma série forte, de exercícios difíceis e com poucos elementos de ligação. E foi aí que Liukin destoou e apareceu mais -- ela ainda procura flutuar como uma bailarina entre seus exercícios.

É exatamente o que Bruno Grande, o presidente da Federação Internacional de Ginástica (FIG), tinha em mente quando disse em Pequim que queria que o esporte continuasse "artístico".

"Liukin é uma de nossas melhores embaixadoras. Graças a seu talento natural, seu lado artístico, está mostrando o caminho para onde devemos ir", disse Grandi à Reuters.

Com 1,60m, Liukin é alta para uma ginasta e teve que reaprender suas rotinas nas paralelas assimétricas depois de dar uma arrancada no crescimento. Ela contrasta com suas companheiras de equipe como Shawn Johnson, que é baixa, com grande explosão muscular.

Filha de ginastas soviéticos, a herança de Liukin brilha através de suas performances. Seu estilo e sua constituição frágil é semelhante a Svetlana Korkina, grande ginasta russa que se aposentou depois de Atenas-2004 e uma das primeiras a dar os parabéns a Liukin por seu sucesso.

"Ela me disse que não poderia estar mais orgulhosa de mim. Ouvir isso de uma lenda como ela realmente significa muito para mim", disse Liukin, que ainda ganhou três pratas e um bronze.

Seu pai e técnico Valery Liukin acrescentou que iminentes mudanças na pontuação da FIG deverão favorecer ginastas como ela. E ainda que espera que a filha continue no esporte, apesar de Nastia mesmo ainda não ter decidido seu futuro.

"É a primeira vez que novas regras funcionariam em favor dela, para ser mais artística, com mais transições, exatamente no que ela é excelente. Espero que se mantenha competindo ainda por alguns anos", disse ele.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below