Rodrigo Pessoa perde bronze no desempate do hipismo e fica em 5o

quinta-feira, 21 de agosto de 2008 14:24 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - Campeão olímpico em Atenas há quatro anos, o cavaleiro Rodrigo Pessoa não conseguiu voltar ao pódio nos Jogos de Pequim, ao ser derrotado num desempate pela medalha de bronze da prova individual de saltos e terminar em quinto lugar, nesta quinta-feira.

"Estou satisfeito. É lógico que eu queria ganhar, mas é muito bom sempre estar presente, estar na final. O importante é estar sempre colocando a cara na festa", declarou o cavaleiro, segundo o Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Pessoa, montando Rufus, ficou distante da briga pelo bicampeonato logo em sua primeira passagem na final, ao cometer uma falta de posteriores. O brasileiro avançou para a passagem decisiva empatado com outros 11 concorrentes com 4 pontos de penalidade, mas atrás de outros 10 competidores que passaram sem faltas.

Na segunda passagem, Pessoa zerou o circuito e passou a depender de erros dos adversários que viriam a seguir para ter chances de conquistar uma medalha. Como apenas dois cavaleiros foram perfeitos em ambas as passagens, Rodrigo teve a oportunidade de disputar o bronze no desempate com outros seis adversários.

Apesar de ter zerado a pista reduzida, o brasileiro foi batido no tempo por dois conjuntos, terminando na quinta posição. O bronze ficou com a norte-americana Bezzie Madden, montando Authentic.

"O Rufus fez uma ótima Olimpíada, o quinto lugar foi um bom resultado sim. Ele é muito novo, só tem 10 anos e com certeza poderá participar de mais uma edição dos Jogos", disse Rodrigo Pessoa.

A medalha de ouro também foi decidida no desempate, e consagrou o canadense Eric Lamaze (Hickstead) como novo campeão olímpico, batendo o sueco Rolf-Goran Bengtsson (Ninja).

A amazona Camila Mazza -- que herdou uma vaga na final após a exclusão por doping de quatro conjuntos, incluindo o brasileiro Bernando Alves (Chupa Chup 2) -- foi a segunda representante do país na decisão e terminou em 10o lugar.

Camila Mazza, que com 27 pontos de penalidade após as três provas de classificação era reserva para a final, vibrou muito com Bonito Z após ter zerado na primeira passagem, mas acabou cometendo duas faltas na segunda apresentação e perdeu qualquer possibilidade de pódio. Ela ficou na 10a posição.

"Estou muito feliz, não era nem para eu estar aqui nesta final. O Bonito foi maravilhoso, ele competiu de igual para igual com grandes conjuntos. Terminamos entre os 10 melhores na minha estréia em Jogos Olímpicos e isso foi inesquecível", disse a amazona em nota divulgada pela Confederação Brasileira de Hipismo.

 
<p>O brasileiro Rodrigo Pessoa montando Rufus pula obst&aacute;culo durante competi&ccedil;&atilde;o em Pequim, dia 18 de agosto. Campe&atilde;o ol&iacute;mpico em Atenas h&aacute; quatro anos, o cavaleiro Rodrigo Pessoa n&atilde;o conseguiu voltar ao p&oacute;dio nos Jogos de Pequim, ao ser derrotado num desempate pela medalha de bronze da prova individual de saltos, nesta quinta-feira. Photo by Bobby Yip</p>