Briga entre governo e comitê ameaça presença do Iraque em Pequim

quarta-feira, 21 de maio de 2008 16:13 BRT
 

Por Aseel Kami

BAGDÁ (Reuters) - Uma disputa entre o governo do Iraque e o comitê olímpico do país surgida nesta quarta-feira pode ameaçar a participação dos atletas iraquianos nos Jogos Olímpicos de Pequim.

Menos de três meses antes do início dos Jogos de Pequim, o porta-voz do governo iraquiano Ali al-Dabbagh anunciou que o gabinete presidencial decidiu desmontar o Comitê Olímpico Iraquiano.

Ele disse que o comitê era ilegítimo porque não tinha quórum nem realizava novas eleições.

Um comitê temporário seria formado, chefiado pelo Ministério de Esporte e Juventude, que convocaria eleições para um novo Comitê Olímpico em até três meses, disse o porta-voz.

O presidente do Comitê Olímpico Iraquiano, Bashar Mustafa, reagiu com irritação, acusando o ministério de "interferência ostensiva ao controle e de prejudicar o trabalho do Comitê Olímpico Iraquiano".

"Nós recebemos uma notificação do Comitê Olímpico Internacional... eles vão suspender o Iraque se essa decisão for implementada, então não podemos participar de Pequim", disse o dirigente esportivo.

O COI não estava imediatamente disponível para comentar.

Os Jogos Olímpicos de Pequim começam em 8 de agosto, e o Iraque planeja enviar uma pequena delegação, apesar da violência que matou mais de 100 atletas do país desde a invasão liderada pelos Estados Unidos em 2003.   Continuação...