Scheidt e Prada conquistam a medalha de prata na classe Star

quinta-feira, 21 de agosto de 2008 05:59 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - Robert Scheidt e Bruno Prada superaram um início inconsistente na competição de vela dos Jogos de Pequim e conquistaram a medalha de prata da Star, nesta quinta-feira, em sua estréia olímpica na classe.

Scheidt, duas vezes medalha de ouro em Olimpíadas na classe Laser (Atlanta-1996 e Atenas-2004), poderia se tornar o primeiro tricampeão olímpico do Brasil, mas um início de competição ruim na China o afastou do topo do pódio.

A dupla brasileira conseguiu subir para a terceira colocação nas últimas regatas classificatórias, e entrou na regata da medalha -- com as dez melhores duplas e em que os pontos perdidos valem o dobro -- nessa posição. Eles começaram na liderança, mas acabaram caindo e cruzaram a linha de chegada em terceiro.

Entretanto, como os suecos Fredrik Loof e Anders Ekstrom, que largaram ocupando a primeira posição na classificação geral, terminaram em último na regata decisiva, Scheidt e Prada garantiram a medalha de prata.

"Velejamos mal, tivemos um pouco de falta de sorte, mas em nenhum momento deixamos a moral cair, e conseguir mais uma medalha para o Brasil é muito bom. É difícil dizer se foi a mais difícil, mas foi a medalha da superação", disse Scheidt, referindo-se aos maus resultados no início da competição.

A comemoração da dupla começou ainda no barco, onde eles agitaram a bandeira brasileira. No pódio, com o tempo fechado em Qingdao, Scheidt celebrou erguendo os braços e com gritos de Brasil.

O velejador dedicou à medalha à namorada lituana Gintare Volungeviciute, que também conquistou uma medalha de prata nos Jogos de Pequim, na classe Laser Radial.

"De alguma forma é romântico. Prata com prata combina bem", afirmou.

Os britânicos Iain Percy e Andrew Simpson conquistaram o ouro com 45 pontos perdidos. Os brasileiros e os suecos terminaram empatados com 53, mas o resultado da regata da medalha é o desempate.   Continuação...