Final entre Argentina e Nigéria promete espetáculo de futebol

sexta-feira, 22 de agosto de 2008 01:40 BRT
 

Por Brian Homewood

PEQUIM (Reuters) - A campeã Argentina encara a Nigéria pela medalha de ouro, no sábado, em uma partida que promete ser tão excitante quanto o encontro anterior na final olímpica de 12 anos atrás.

Naquela ocasião, a Nigéria se tornou a primeira seleção africana a ganhar o torneio, ao vencer os argentinos por 3 x 2, jogo definido com um gol de Emmanuel Amunike, nos momentos finais, e que muitos (argentinos) dizem que foi marcado em impedimento.

Os dois times tinham jogadores jovens, que vieram a experimentar grande sucesso internacional em suas carreiras.

Diego Simeone, Javier Zanetti e Roberto Ayala fizeram, cada um, mais de 100 partidas pela Argentina, ao passo que Jay Jay Okocha, Sunday Oliseh e Nwankwo Kano fizeram o mesmo pela Nigéria.

Os dois times chegaram a esta final fazendo uso da marca característica das duas equipes: o futebol ofensivo.

A Nigéria teve desempenho exuberante, mas irritantemente errático e os jogadores foram criticados pelo técnico Samson Siasia por individualismo.

A Argentina, liderada pelos dinâmicos Lionel Messi e Sergio Aguero e orquestrada por Juan Roman Riquelme, no meio, tem jogado com estilo e avançou à final ao acabar com os rivais brasileiros por 3x0 na semi.

Um fator que pode deixar o jogo menos atraente é o calor, já que a partida está marcada para começar ao meio-dia -- alto preço a pagar para se apresentar no Ninho do Pássaro, onde o atletismo tem prioridade.   Continuação...